Search

Histórias de Aeroporto

Bem vindo, sinta-se a vontade a bordo !

Surpreenda-se: Um lugar chamado CHINA

Era uma vez, em um lugar tão tão distante …..

 

E bota distante nisso, ainda me pego olhando para o mapa tentando realizar o quão longe eu cheguei (literalmente), sabe aquele lugar sobre o qual você sempre estudou ? viu filmes ? falou? Mas nunca efetivamente tinha colocado na lista de viagens do ano seguinte ? Pois bem, essa era a China na minha vida, até que uma oportunidade relacionada a trabalho me trouxe até o outro lado do mundo (novamente preciso dizer, LITERALMENTE).

IMG_3098

O que eu posso começar dizendo é que, se você acha São Paulo uma cidade populosa, que o metro de NY é cheio ou que Londres é uma cidade cinza, você definitivamente nunca veio a China.

Sempre soube que a China era um lugar populoso, mas gente vocês NÃO ESTÃO ENTENDENDO, é MUITAAAAA gente, o transito totalmente prado, o metro completamente lotado e as bicicletas se atropelando em uma ciclovia bombando de cabo a rabo, e sim tudo AO MESMO TEMPO, não tem onde você vá, você verá muitas pessoas por lá.

IMG_3100

E ai nesse momento vocês vão me perguntar aquela pergunta que estão todos se coçando para fazer (apesar de algumas dezenas de amigos já terem feito), mas Vanessa se é assim COMO você tirou uma foto sem NINGUÉM, justamente na muralha da China e ai vou responder a vocês com uma pergunta na verdade:

“Uma muralha que possui 21 Mil KM de extensão, porque mesmo as pessoas vão TODAS no mesmo lugar ?”

IMG_3209

Bom gente, eu optei em ir em um lugar mais afastado chamado Huanghua que parece mais uma cidadezinha de interior, então levando esse local em consideração acredito que o formigueiro humano que eu descrevo acima esteja concentrado apenas nas grandes cidades ( pelo menos aparentemente é isso), como dica de turismo existem vários outros pontos maravilhosos da muralha, que são mais afastados das grandes cidades, é só uma questão de disposição de ir um pouquinho mais longe.

Mas vamos retornar a minha sessão de surpreenda-se, fiquei bastante impressionada  (de forma negativa) com o comportamento dos Chineses, após ter conhecido a Tailandia e com a convivência próxima que sempre tive a comunidade Japonesa devido a grande quantidade deles em São Paulo, eu enxergava os asiáticos muito como “iguais” ( e não estou fazendo piadinha com a aparência, mas sim dizendo que no fundo eu imaginava todos eles com o mesmo tipo de comportamento), bom equivoco meu, esse foi mais um daqueles pré-conceitos que foram por agua a baixo.

Os chineses tem alguns comportamentos para nós extremamente rudes e já bem conhecidos no mundo dos negócios como por exemplo arrotar após as refeições (ser um bom sinal) e escarrar no meio da rua ( daquele jeito que parece que está puxando aquilo do fundo da alma), ok que já era algo esperado, mas garanto a vocês que é mais feio ao vivo do que parece lendo ou ouvindo os outros contarem….. enfim, mas continuando …. a China é um dos locais onde você vai sentir a maior quantidade de cheiro exótico por metro quadrado, seja porque alguns deles não conhecem um produto chamado desodorante, seja o odor da comida, ou o fato de que o taxista não limpa o carro dele há alguns anos.

Outro ponto que pode ser explicado historicamente pelos duros momentos que o país já enfrentou com o comunismo, abstinência de comida e uma corrida para a sobrevivência, eles definitivamente não entendem o conceito do termo FILA, isso é algo que não existe aqui e eles vão SIM passar por cima de você, seja você homem, mulher, criança, idoso, não importa, vão te empurrar, esbarrar ou simplesmente te cortar mas eles farão alguma coisa para passar na sua frente… e nem adianta fazer aquela cara feia que você se pegou fazendo enquanto lia isso, porque pra eles isso é simplesmente NORMAL, é um instinto de sobrevivência falando mais alto e eles não percebem o quão rudes estão sendo ( até porque na cabeça deles eles não estão).

Sobre desconstruir conceitos, desconstrua também a ideia do “fome eu não passo, vou comer fast food todo dia”, uma coisa eu te garanto o MC, o KFC ou a Pizza Hut que você conhece NÃO É A MESMA COISA, o MC vende tortinha da feijão doce, o KFC não tem bucket the nuggets e o que chega mais perto de um nugget é mergulhado em uma pimenta que até mexicano ia chorar ( ta bom to exagerando, mas eu que gosto de uma pimentinha sofriiiii comendo aquilo, e para fechar com chave de ouro TODAS as pizzas da pizza hut tem algum tipo de carne ( carne mesmooo, não to falando de preseuntinho e calabrezinha não, estou falando de CARNE) e as duas únicas opções vegetarianas tem ABACAXI na pizza….. enfim uma experiência um tanto quanto inusitada em termos de fast food.

IMG_3109

Maaaas agora vamos falar da parte boa, não se assuste, fome você realmente não vai passar, não estou dizendo que achei absolutamente tudo comível, mas é bem menos complicado do que eu imaginava, sempre terá um arrozinho com frango, ou carne e principalmente com carne de porco (eles comem MUITA carne de porco), fora os noddles, enfim na minha opinião foi bem mais fácil comer em restaurante chinês do que no fast food que você vem achando que vai salvar sua vida.

IMG_3329

Agradeça aos céus cada bebida gelada que você encontrar, assim como a maioria dos asiáticos eles também acreditam que agua quente faz mal, então encarem que até a cerveja vai ser quente,  o que pode te salvar são refrigerantes em alguns lugares e vinho branco ( que by the way pela proximidade da nova zelandia eles tem os melhoreeees vinhos new zelandeses por lá).

E já que é para beber agua quente, beba CHÁ, beba MUITO CHÁ, eles têm alguns deliciosos, principalmente se for os que eles preparam na hora, que tem todo um ritualzinho maraaaa de recipientes e afins.

IMG_3391

Vamos falar sobre o governo, vir para a China é como entrar em um bolha de informação, para nós que somos de fora nos sentimos literalmente manipulados, pois você só tem acesso aquilo que o governo permite, então primeiro de tudo NO REDES SOCIAIS, claro que se você quiser muitooo existem alternativas como o uso do VPN que vão te possibilitar se manter online, eu optei por ficar na bolha esses dias, mas confesso a vocês que foi muitooooo difícil.

Ainda sobre o governo não estranhe o QUÃO imponentes são as câmeras de segurança, principalmente nos aeroportos, sabe aquelas que você sabe que tem em todo lugar mas geralmente não repara nelas porque estão localizadas em locais discretos ou efetivamente escondidas? Bom aqui não é o caso, elas estão BEM a mostra, se eu que não tenho nada para esconder me senti levemente desconfortável IMAGINA QUEM TEM hahahahah.

E como curiosidade final, mas definitivamente não menos importante, gente eles ainda fazem xixi e coco em buracos no chão LITERALMENTE, bom tem uma ceramicazinha, é como se fosse um vaso, mas é NO CHÃO ( e o engraçado é que a posição para ir ao banheiro aparentemente é algo tão confortável que muitas vezes no meio da rua você vê eles abaixados naquela posição descansando as pernas, falando no celular, fumando, enfim), na maioria dos lugares você vai achar uma maioria de buracos no chão e um ou dois vasos sanitários, mas aconteceu de irmos em um shopping ( super chique, só marca foda, banheiro todo de mármore) e SÓ ter buraco, acreditem assim como nós ficamos esperando ficar livre o vaso, porque não conseguimos ir no buraco, muitos deles não vão no vaso de jeito nenhum, ficam esperando vagar um buraquinho.

Para finalizar com alguns pormenores importantes:

–  Muitos lugares não aceitam nossos cartões de crédito, nos casos em que são aceitos é mais fácil achar local que aceite VISA do que MASTER, America é uma ingógnita, o idela é vir com dinheiro em cash mesmo em dólares e trocar no aeroporto pelo dinheiro deles ( o aeroporto tem uma das taxas mais altas então rola trocar um pouquinho para sobreviver e depois achar uma casa de cambio com a taxa melhor);

– Cuidado com os taxistas, eles são especialistas em pegar sua nota verdadeira e falar para você que é falsa, nesse meio tempo ele já trocou sua nota por uma que realmente é falsa e você nem viu (isso acontece muito com notas de cem, mas notas de cinquenta também são um risco);

– Prestem atenção na data de emissão dos seus dólares, eles só aceitam notas emitidas depois de 2000 ( na nota tem marcado o ano de emissão);

– O transito é algo de doidoooo, se você cogita alugar um carro pense duas vezes antes de fazer isso, ou no mínimo pegue o seguro mais foda de todos, vocês não tem ideia…. é tipo preparação para dirigir na India;

– A poluição é realmente um big deal (em Guangzhou o céu é efetivamente cinza e você pode nitidamente ver a fumaça de poluição, apesar de ter sentido mais os efeitos dela em Pequim onde o céu estava azul);

– Prepare-se para andar bastante, principalmente se estiver vindo turistar ( em especial em Pequim), todos os passeios que fizemos se anda muitoooo ( não se engane pelo tamanho do mapinha turístico de Pequim que o hotel vai te dar, nada fica a menos de 30 minutos de carro, ou algumas baldeações de metro);

– “Vou a China e vou comprar o mundo”….. hmmm nem tanto…. encontramos poucas coisas que a diferença de preço valesse a pena ( quando comparado aos Estados Unidos, claro que se comparar ao Brasil com toda nossa linda questão de impostos algumas outras coisas vão valer a pena)

IMG_3481

 

IMG_3515

Bom meus amores, por hoje é isso de China, é uma experiência realmente diferente e surpreendente, vale MUITOOO a pena, é um choque de realidade sem igual e nos faz ser gratos por muitas coisa, pelos recursos que temos em nosso país, até pela nossa própria história, recomendo um punhado de paciência e bom humor e uma passagem com destino a China, é uma experiência desafiadora e extremamente enriquecedora.

Aos meus companheiros de business fico devento por enquanto algumas dicas específicas sobre a Canton Fair, que foi o grande reason why da viagem, turistar mesmo foi só um plus, mas escreverei sobre ela em breve!

Beijos beijos e até a próxima.

 

IMG_3288

Advertisements

Momento Tailândia (Hotéis)

Gente depois do post com as dicas da Tailandia acabei recebendo inbox e e-mails pedindo ajuda quanto a hospedagem, então resolvi compartilhar com vocês os hotéis em que fiquei hospedada.

 

A escolha deles não foi a coisa mais fácil do mundo não, já que estávamos indo para um continente completamente diferente, em seis mulheres …. enfim não queríamos errar na hospedagem, por questões de segurança, logística e um pouquinho de conforto ;D

 

Existem centenas de outras opções mais em conta do que as que escolhemos, tem muitos hostels e hotéis mais simples, mas nós optamos por variar entre hotéis intermediários e alguns muitooo bons, já que o valor dos hotéis lá é realmente a baixo do normal.

 

Então seguem as minhas dicas:

 

Ao Nang, Krabi – Timber House Hotel
($154.70 – para 3 noites)

Koh Phi Phi – Panmanee Hotel
($145.00 – para 3 noites)

Koh Phi Phi – P.P Erawan Palms Resort
(THB 8.100 – para 2 noites)

Railay Beach, Krabi – Sand Sea Resort
(THB 8.834,40 – para 3 noites)

Chiang Mai – Kampaeng Ngam Hotel
(R$ 874,20 – para  4 noites)

Bangkok – Mode Sathorn Hotel
($299.00 para – para 3 noites)

 

Koh Phangan – Cocohut Village Beach Resort $ Spa R$ 818.75 – para 5 noites (acabei cancelando essa reserva pois mudamos os planos e não fomos para Koh Phangan, mas assim pesquisamos muitoooo antes de ir então acredito que seja um bom hotel)

 

Gente atenção para o fato de que eu coloquei os valores em moedas diferentes, pois eram os registros que eu tinha no email.

 

Posso dizer que gostei muito de todos os hotéis que eu fiquei, achei todos super bem localizados.

 

Os dois mais simples foram:

–  o primeiro de PhiPhi (mas achei excelente porque é SUPER novo)

–  e o de chiang mai (é mais simplezinho, mas super bem localizado e um atendimento excelenteee).

 

O de Bangkok é com certeza o mais chiquetoso de todos que eu fiquei.

 

Sobre Phi Phi especificamente, o primeiro fica do lado da ilha que tem TUDO, o lado agitado mesmo que tem as festas, bares, lojinhas, milhões de massagens, vários lugares para escolher passeios de barco e afins … já o segundo é do outro lado da ilha que é completamente isolado de todo o furdunço  (tipo pra ir de um lado para o outro você precisa de barco), eu amei tudooo, mas achei o outro lado da ilha isolado de mais.

 

Tipo, em Railay a gente também ficou em um resort super bom, com uma pegada mais tranquila, mas tem gente, tem movimento, tem coisas diferentes para fazer, já esse lado mais calmo de Phi Phi é isolado, tipo isolado REAL, meio que só tem os hotéis ( é maravilhosooo também, mas é uma vibe bem casal para única e exclusivamente se curtirem).

 

Bom pessoal acho que já da uma ajudinha, qualquer coisa que ainda estejam sentindo falta é só me procurar ;D

img_5060

Momento TAILÂNDIA ! ( o tão esperado)

TAILANDIA

Gente FINALMENTE o tão esperado momento TAILÂNDIA….. eu to quase oferecendo uma pesquisa de mercado para o ministério do turimo tailandês, porque já esta até dando pra mensurar fácil fácil o fluxo de brasileiros viajando para a Tailandia, só pelas minhas queridas redes sócias hahahah

Vou começar colocando em um único local todas as infos que eu já tinha passado pelo insta e depois vou desenvolvendo as outras dúvidas que as pessoas foram me perguntando em particular, espero que vocês gostem e SINCERAMENTE espero que muitos de vocês tenham conseguido comprar aquela passagem MARAVILHOSAAA que saiu para Bangkok por menos de R$500,00.

img_4731

 

Dilema: qual mala levar ?

“Van da pra ir de mochilão?”

Super DÁ, só tem que ser acostumado a carregar a mochila nas cotas, porque vai rolar umas andadinhas com ela, mas nada assim de “Meu Deus vou andar quilômetros”.

“Van da pra ir de mala normal de carrinho?”

TAMBÉM DÁ, por sinal eu fui de mala normal e tive zero problemas, mesmo muitas vezes tendo utilizado como taxi os barquinhos mais conhecidos como longtail.

A única preocupação que você deve ter é com o peso, pois a maioria das companhias que voam internamente na Tailandia trabalham com 20kg  (ou seja, se passar disso vai rolar uma taxinha de excesso), eu não tive problemas mas confesso que em dados momentos estava carregando uma mochila de 10 kg nas costas, pois acabei comprando mais do que eu sonhava imaginar.

Dica em especial para as meninas agora, SIM VOCÊS VÃO COMPRAR, e acreditem quando eu digo isso, pois eu que sou zero de compras enquanto viajo acabei comprando consideravelmente.

Minha dica é leve apenas UMA canga e UMA pashmina, só pra você não chegar lá sem, porque você vai se deparar com tantaaaas opções delas, tão bonitas e TÃO baratas que você definitivamente não vai resistir.

Fora uma ou outra roupinha levinha que lá tem de monte, shortinhos, saias longas, calças enfim, não estou dizendo que você vai comprar tudo isso, mas cangas e pashminas é quase que inevitável.

img_5653

 

“Ta bom Van, já escolhi a mala e agora o que, que eu levo?”

Roupas leves isso é um fato, lá é bem bem beeem quente (nível até meus amigos da Manaus vão dizer que lá é realmente quente).

Se você for fazer diferentes partes do país ( o que você sinceramente DEVE fazer), como ir as ilhas, a Bangkok e as cidades no norte, como por exemplo Chiang Mai, você terá uma mala levemente variada.

Vou começar pelas praias e vou pular o básico sobre as ilhas, a final de contas roupa de praia é roupa de praia e lá a galera anda super confortável mesmo então pode ficar desfilando de saída de praia pra cima e pra baixo sem o menor problema.

LEVE CHAPÉU/BONÉ , juro que você vai sentir a necessidade ( e vai acabar usando nas outras cidades sem praia também, acreditem o sol é de rachar).

img_4887

Pra quem tem, recomendo levar aqueles sapatinhos de entrar na água, algumas das praias mais delicias de ficar dentro da água tem muitaaaa pedra, então estar com isso no pé te deixa mais confortável para aproveitar o lugar, outra coisa gostosa também são bóias, daquelas que você fique meio deitadinho sabe?! , como as praias lá não tem onda é delicia ficar morgando de bóia no meio do mar.

Pra quem tem nojinho recomendo levar o próprio snorkel, será extremamente útil ( também da pra comprar lá é claro, mas se você já tem o seu não vejo motivo para não levar).

DCIM276GOPRO

Gente levem bolsa ou mochila para ir para os passeios nas ilhas de preferencia a prova d’agua, porque vire e mexe da umas respingadas, NÃO levem aquelas bolsas de praia meio aberinhas, supeer perigoso das coisas caírem enquanto você está entrando e saindo do barco.

Sobre as nightzinhas que tem nas ilhas, qualquer roupa é roupa, zero necessidade de ir super arrumado, o negócio é chinelo no pé mesmo porque você vai acabar ficando descalço na areia… “Van mas você odeia chinelo” Sim, eu odeio e acabei usando tênis, mas eu sou eu né gente?! enchi meu tênis de areia e estava tudo certo, para pessoas normais recomendo a boa e velha amiga havaianas mesmo ;D

E claro não se esqueça: USE PROTETOR SOLAR ;D

img_5007

Continuando a saga do que levar….

Para as cidades que não são de praia, você vai continuar usando roupas leves, mas em especial as mulheres deem preferencia a saias longas e vestidos longos, pois vocês irão à muitos templos e os mesmos tem regras a serem seguidas em relação as vestimentas.

img_6735

Recomendo também algo confortável para andar, não acho que rasteirinha seja o melhor sapato pra ficar caminhando (chega uma hora que o pé não aguenta, pelo menos na minha opinião).

Sobre sair, o único lugar que me senti na necessidade de realmente me arrumar e colocar uma roupa melhorzinha foi em Bangkok, eu cheguei a levar um salto, mas assim, “Van é super necessário levar um salto?” Não, de maneira nenhuma, levei e usei só dois dias, mas poderia tranquilamente ter ido com uma sapatilha ( ou até mesmo um rasteirinha bonitinha, mas well aos que me conhecem sabem que rasteirinha não é opção pra mim então sempre vou sugerir a sapatilha na frente ;D).

img_7354

 

RESPEITE A CULTURA LOCAL

Gente, por favor lembrem que vocês estarão viajando para um local de uma cultura extremamente tradicional, respeitem isso.

DCIM276GOPRO

Se portem respeitosamente dentro dos templos, em especial para nós mulheres, não usem roupas curtas e decotadas nesses ambientes, em alguns deles você literalmente será impedida de entrar, mas em outros você poderá entrar no complexo em si e toda vez que for entrar dentro do templo realmente eles te darão algo para você se cobrir , mas mesmo assim gente é FEIO, muito feio você estar andando ali naquele local de fé, com vários monges andando para cima e para baixo e você de shortinhos jeans e regatinha, por favor queridos seguidores que estão pegando as dicas comigo não façam isso.

“Mas Van é muitooo quente”…. Sim gente é muito quente mas nada que um vestido longo, ou uma saiona com regatinha e uma pashmina por cima não resolvam, você não vai morrer por causa do calor, isso eu te garanto.

Outra coisa muito importante, eles são super contra tatuagens de Buda, eles consideram isso falta de respeito, então se você tem alguma ande com a mesma coberta especialmente dentro dos templos.

Seja educado, sempre terão pessoas rezando e/ou meditando dentro do templo então tire o som do celular e da maquina para tirar fotos.

É estritamente proibido que mulheres toquem nos monges, alguns lugares chegam até a dizer que nós mulheres não podemos dirigir a palavra a eles, sem que eles tenham feito o mesmo antes ( essa segunda informação não sei se é real ou não), mas a minha dica é pesquise sobre a cultura local antes de ir para não cometer nenhum tipo de comportamento controverso mesmo que sem querer.

img_6658

 

“Vaaan você passou fome ou comeu no Mc todos os dias ? “

A pergunta que TODO MUNDO me faz (começando pela minha mãe é claro).

Nem uma coisa, nem outra gente, podem parar com esse medo da comida de lá

“Ahhh Van então você amou a comida de lá?”

Caaalma lá, também não é pra tanto, MAS não passei mal nenhum dia e ainda voltei lindos 2,5 kg mais gordinha.

Gente tudo é uma questão de saber escolher onde come, eu comi apenas em restaurantes bons, o preço é super justo, então mesmo quem está indo com o orçamento mais apertado não precisa ficar se matando e comendo em qualquer budega de esquina arriscada, vai ser mais barato se você comer na budega de esquina ? Bom provavelmente sim, mas pode te custar uns dias de viagem se amando com o banheiro, então te garanto que a economia não vale a pena.

Pra quem gosta de Thai food o que não falta é opção boa de onde comer um bom Pad Thai, ou um arrozinho com um chickem apimentado, mas pra quem não gosta também não tem problema, você vai encontrar dezenas de restaurantes que além da comida tradicional do país também oferecem pratos tradicionais de peixe, frango e massas.

Obviamente eu me precavi e não comi salada ( para não falar que não comi em lugar nenhum, acabei comendo em um  restaurante em Chiang Mai que eu achei com cara de realmente confiável, e acertei estava uma delicia).

E gente escorpiões, grilos, gafanhotos, baratas, e o que mais for de esquisito para se comer, é algo que você vai encontrar especificamente na Kaoh Son Road em Bangkok ou nos mercados flutuantes, é bem pra turista brincar de experimentar e tirar foto, não é algo que vocês vão ver no menu de qualquer restaurante, então relaxa e não se joga nos MCs e Burguer Kings da vida ( que sim vocês vão encontrar consideravelmente  vários deles), curtam os restaurantes e a comida local, vale a pena.

img_7722

img_7743

 

Já que estamos falando de comida, segue a listinha de restaurantes que eu recomendo nas cidades onde eu estive, vale a pena experimentar todos eles ;D

Em Ao Nang:

La Luna – um italiano deliciiiia de maiiiis, tem uma lasanha maravilhosa e o queijo ralado que eles dão é descomunalmente bom, eles trazem em um copinho, já pede dois porque você vai usar tudo (você vai encontrar ele em algumas outras cidades também), pela descrição do primeiro restaurante já da pra entender onde ganhei meus queridos 2,5 kg né ?!

Wine Lover – esse é um pouco mais carinho, uma pegada meio chiquetosa para um local de praia, mas vale super a pena. Aperitivos, comida e vinhos maravilhosoooos, assim como um serviço impecável.

Phi Phi:

Ana’s  – maravilhoso, o dono é um inglês que só o sotaque dele já vale a ida ao restaurante, brincadeiras a parte a comida é ótima, lá você encontra tanto comida tailandesa quanto europeia.

Le Gran Blue – um ambiente super gracinha, comida bem gostosa, tem comida tailandesa e europeia também

La Mango – perfeito para um bom café da manhã ( pegada mais americanizada, omeletes e wafles muito bons)

 Chiang Mai :

(ambos pertinho do night bazar)

Tarrace Bar – comida boa, atendimento bom e cerveja gelada ( acreditem isso é um super diferencial)

The duke’s ( do lado do MC do night bazar), para resumir a delicia do lugar só digo que foi o único local que me arrisquei em comer uma salada e estava maravilhosaaaa

 Bangkok:

Pra rolar aquela passada em um dos cenários auge do filme Se Beber não case, vale a visita ao Lebua, que é um roof top com a vista maraaa, mas os preços são tão altos quanto a vista lá de cima, então recomendo uns drinks, umas fotos e depois descer e atravessar a rua para o Café Ice para continuar bebendo em um preço efetivamente pagável.

Au bon pain – um local delicinha pra tomar um lanchinho e um smoothie maravilhosoooo ( ainda mais quando você já está dias sem tomar um suco natural), ele fica a esquerda da saída do Grand Palace, é uma rede internacional então muitos de vocês talvez já conheçam da Europa ou dos Estados Unidos.

The Deck – exatamente em frente ao Wat Aron (só que do outro lado do Rio), a vista pro Wat Aron é linda, geralmente ele acende a noite, mas devido a morte do Rei ficará um ano sem ascender, mas mesmo assim vale a visita especialmente na hora do por do sol.

Importante se você chegar por volta das 18h (quando ele abre para a janta, super irá conseguir mesa e será avisado que tem que sair antes das 20h, se quiser ir depois das 20h ligue antes para fazer reserva), achei a comida muitooo boa.

Gente obviamente comi em vários outros lugares super gostosos, mas esses foram os highlights na minha opinião ;D

Espero que aproveitem.

img_7705
Vista do The Deck 

 

Maaas como nem tudo são flores, vou dar uma noticia meio ruizinha sobre a comida:  o CAFÉ DA MANHÃ.

Você vai perceber o valor que tem um bom pãozinho com presunto, queijo e um bom suco de laranja de manhã cedo, porque ta ai coisas que você raramente vai encontrar.

O mais normal que encontramos no café é pão com manteiga, de vez em quando um presunto ( que algumas vezes pela cara você considera a proveniência dele duvidosa), e ovo, muitoooo ovo, gente comi omelete todos os dias literalmente, que pra mim era a coisa mais normal que tinha ( e acreditem se quiser, antes de ir pra Tailandia eu NÃO comia ovo, é isso mesmo que vocês ouviram, e agora sou uma adepta do omelete).

O café da manhã de lá é bem ousado,  dependendo da capacidade do seu estomago você pode até se arriscar a dar um encarada em comer lasanha,  macarrão, arroz, vegetais, frango, nuggets, e algumas outras coisinhas a mais no café, SIM EU NÃO ESTOU BRINCANDO eles tem isso nos cafés dos hotéis e eles efetivamente COMEM isso, então  vá preparado psicologicamente, e uma dica não prove o suco de laranja, é ruim, tipo bem ruim de verdade hahahahaha

 

A pergunta que não quer calar:  “Quanto eu levo? “

Então vamos lá, eu sou do tipo que economiza até o último centavo ANTES de ir, melhores passagens, buscar os hotéis com o melhor custo beneficio, enfim, mas quando chega no lugar não sou muito de passar vontades, então não sei se serei o melhor padrão, levei 100 dolares por dia, e efetivamente gastei os 100 dolares por dia.

“Van mas você gastava todo dia 100 dolares?”  Não, tinha dias que gastava mais e dias que gastava menos.

“Van com que você tanto gastou ?”( além de cangas e pashminas é claro ?) comendo e bebendo, eu comia sem olhar para preço de nada literalmente e bebia em toda refeição, cerveja, vinho, vinho e cerveja, enfim, isso explica os 2,5kg a mais!!
Mas gente de verdade eu não sou parâmetro, as amigas que foram comigo gastavam bem menos que eu na maioria das refeições justamente porque não bebiam toda vez que a gente parava pra comer.

Os passeios no geral são bem baratos, nós eramos em 6 então fechávamos tudo privado, ou seja, só pra gente, os passeios das ilhas por exemplo gastávamos de 400 a 600 baths por cabeça ( o que seria de 40 a 60 reais), passeios de dia inteiro no barco, os tuctucs variam muito o preço de acordo com a cidade teve lugar que pagamos 30 baths por pessoa e lugar que pagamos 200 baths por pessoa, comida vou falar das minhas amigas e não de mim, variava de 200 a 400 baths em um almoço ou jantar normal ( os pratos mais caros geralmente são os com salmão e com carne, mas massas, coisas com frango e até mesmo camarão são mais baratos).

Algumas outras coisas que eu lembro de cabeça por exemplo são:

Aluguel de stand up em Railay bach – 400 baths

Passeio de mergulho em Railay Beach – 3500 baths

Carro particular para ir de chiang mai para o White temple e o Blue templo em Chiang Rai, saiu por  600 baths por cabeça

Grande parte dos templos você paga para entrar, mas tudo varia entre 20, 30 ou 50 baths por cabeça o passeio mais caro  de entrada é o Grand Palace em Bangkok que custa 500 baths para entrar.

Bom  foi só um over view dos valores para vocês terem uma ideia.

Eu ainda recomendo que levem uns 100 dolares por dia para ficar bem folgadinho, mas se for com uns 75 dolares diários faria uma viagem boa, sem muitas “folgas”.

img_5063-1

“Van é real que rola barganhar tudo e mais um pouco ?“

BOM vamos lá QUASE tudo…… nas compras não tem nem graça se você não barganhar, as vezes você até para e pensa, meu Deus estou barganhando por 5 reais, ou as vezes até menos, SIM está e mesmo assim você vai continuar fazendo, porque se não barganhar não tem graça.

Praticamente tudo o que você comprar nas barraquinhas você vai conseguir barganhar, chora que você consegue e se a pessoa estiver muito irredutível finge que vai embora, o efeito é infalível.

Minha sugestão é, se gostar muito de alguma coisa, simplesmente COMPRE na hora, na mesma cidade você até vai encontrar muita coisa igual então rola pesquisar um pouco e ver quem te faz o menor preço, mas quando você muda de cidade não necessariamente você vai encontrar a mesma coisa que tinha visto e pode acabar ficando chupando o dedo ( sim aconteceu isso comigo, eu ficava “vou deixar pra comprar em Bangkok, vou deixar pra comprar em chiang mai” e well algumas coisas que tinham nas ilhas eu não consegui achar igual nesses outros lugares).

Passeios da pra barganhar também, especialmente se você fechar direto com os barqueiros (o que eu super recomendo).

Comida, ta ai algo que não da pra barganhar, no restaurante é o preço que ta la e pronto, assim como na massagem, você até pode conseguir um descontinho ou outro na massagem, mas no geral é o preço que eles anunciam e pronto e gente é TÃÃÃO barato, especialmente comparando com os preços das massagens no Brasil que nem da pra barganhar.

 

Aos meus amigos que adoram uma bebericagem…

Gente eles tem algumas cervejas asiáticas MUITO boas, então EXPERIMENTEM

As que você mais vai ver são:

Singha

Tiger

Chang

A ordem a cima descrita é exatamente a ordem de delicia, Singha sem sombra de dúvidas é minha favorita.

Agora a bad news, apesar de ser um país extremamente quente eles tem sérios problemas em gelar a cerveja.

Geralmente você vai ter que pedir a cerveja e um balde de gelo ( que geralmente é cobrado a parte) para enfiar ela lá e esperar um pouquinho antes de começar a beber  a mesma coisa acontece com o vinho branco, nem sempre o mesmo vai estar geladinho,

Aprenda a lidar com a situação e comemora muito sempre que pegar uma cerveja que já estiver gelada.

Lá tem muito dos famosos buckets, você escolhe o que vai misturar dentro deles e toma-lhe álcool, pesadoooo e nada saboroso, mas aquela coisa né depois dos segundo daquele você já não ta sentindo mais nada ;D

img_5341

 

“Van e pra se comunicar ?”

Bom vocês vão ver de tudo, gente que vai te surpreender com o inglês , gente que não fala absolutamente nada e ai nesses casos rola a boa e velha mimica, gente que acredita veementemente que está se comunicando enquanto na verdade você não está entendendo absolutamente nada do que a pessoa está falando, mas uma coisa é real 100% da vezes eles se esforçam e MUITO para te entender, te ajudar e te agradar, então no final tudo da certo.

Você vai ter que levemente desaprender a falar inglês, por exemplo as pessoas não vão entender se você falar “sorry”, mas se você falar “soLLy” ai sim você estará falando o dialeto local ;D

Você vai descobrir que a frase mais falada no país é “same same but diferent”, acredite eles vão descrever qualquer coisa que estejam explicando, dessa forma.

Muitas vezes você vai falar, a pessoa vai sorrir balançar a cabecinha como se estivesse entendendo tudo, mas na verdade ela não está entendendo nada E por fim eles vão rir de você, quando você achar que está super se fazendo entender e na verdade não está, eles simplesmente riem de você.

Mas se você achava que nós brasileiros nos esforçamos para ajudar os gringos, você ainda não sabe o que é se esforçar de verdade, os Tailandeses de um jeito ou de outro vão dar um jeito de se comunicar com você, so NO WORRIES.

img_5938

 

“Van, agora me conta o que eu não posso deixar de fazer de jeito nenhum?”

MASSAGEM, massagem todo santo dia….. gente sério é MUITOOOOO barato, e MUITOOOO maravilhoso, tem que fazer, todo dia, tipos diferentes e relaxar muitooooooo !
Fora isso claro que tem que provar umas coisas estranhas tipo meus queridos escorpiões, grilos e afins.

Fazer “massagem” de pés com os peixinhos.

Visitar muitos templos, não eles não são todos iguais e cada um vai chamar sua atenção em um aspecto diferente, ajoelhe e reze, pare e admire, analise o comportamento dos tailandeses perante a sua fé, é lindo, é indescritível e a energia é efetivamente palpável.

Ande de tuctuc, experimente a cozinha local, passeie muitoooo de barco, faça snorkel, mergulho e qualquer outro esporte radical que aparecer na sua frente.
DCIM276GOPROimg_7112DCIM276GOPROimg_6289img_7763

Agora um passeio especifico que se você for para PhiPhi você TEM QUE FAZER é o Sleep a Board Maya Bay, é um leve perrenguinho, você dorme uma noite em um barco sem muita estrutura com mais umas 30 pessoas, mas gente é INCRIVEL. Primeiramente saindo de PhiPhi eles dão uma paradinha em uma ilha para mergulhar ou andar de kyake o que você preferir (ou os dois também) e você chega a Maya Bay no final da tarde, ainda pega luz do dia e a ilha já beeem vazia em poucos minutos só terá você e o pessoal do seu barco, pois os outros tours que vão só para passar o dia já estão indo embora. Depois de um tempinho por lá a tripulação do barco monta um jantarzinho com fogueira e acreditem a comida é uma deliciaaaa, todo mundo senta no chão em volta da fogueira, come, canta, brinca, começa a beber (eles tem buckets e cerveja por lá o primeiro bucket é incluso, depois você paga se quiser continuar bebendo) e todo mundo se integra naquele pedaço de paraíso só de vocês naquele momento é uma energia sem fim.

Ninguém pode dormir na ilha então em dado momento voltamos para o barco, que navega mais um pouco até o ponto onde nós de madrugada mergulhamos para ver os plânctons, essa é a parte mais mágica e mais inexplicável do passeio, a frase de um das pessoas que estava com a gente foi a que chegou mais perto de descrever aquele momento tão único “é como se eu estivesse nadando no universo”, gente não da para descrever, não da para explicar e não da para tirar foto, precisa ir, viver, sentir e ver esse momento por você mesmo.

Valeu cada segundo, valeu ficar sem tomar banho, dormir em um colchãozinho no chão do barco, valeu fazer BBB na hora de se trocar, valeu absolutamente TUDO, mega recomendo.

img_5299img_5160img_5312

Na minha opinião o que NÃO fazer?

Gente, eu sou super contra turismo com animais eu acho que animais foram feitos para ficar em seus habitats naturais e se a gente quiser ver eles, a gente que se enfie no meio da natureza, respeitando o local deles e os obserando de longe então eu definitivamente não fui em nada que envolvia animais.

Principalmente os locais de elefantes são conhecidos pelos maus tratos com os bichinhos, tenho um amigo em particular que foi e se arrependeu profundamente, pois disse que era nítido o quanto os bichos eram maltratados.

As meninas que estavam comigo foram em um que aparentemente é o único realmente SÉRIO, que faz um trabalho de reabilitação de animais feridos, esse local se chama Elephant Nature Park, elas que foram falaram que o trabalho deles é realmente impressionante, mas como é um local sério que cuida bem dos bichos não esperem ir lá para brincar de felicia e sair esmagando o bichinho, porque isso não vai acontecer.

Você vai passar por um momento de integração e ambientação de entender o trabalho que é feito ali e vai poder ajudar dando banho no animal, nada de subir no bichinho.

Gente de qualquer maneira eu continuo sendo contra e não indico esse tipo de passeio, mas como elas foram e voltaram falando realmente bem do local e o do trabalho que é feito lá estou passando a dica para vocês se tiverem muito interesse no assunto.

Lembrando que eles são bem cheios então vale reservar com bastante antecedência.

 

Curiosidades MUITO interessantes da Tailândia:

UM, se prepare para virar atração turística, SIM exatamente isso que você acabou de ler, não sei o que eles vem na gente, mas além de rirem da nossa cara com uma certa frequência eles ainda pedem para tirar foto, muitaaaas vezes, é extremamente interessante. A primeira vez fiquei meio sem entender e achei muito engraçado, mas depois virou tão corriqueiro que já era normal, se você quer saber como um hollywoodiano se sente, vá a Tailândia e sinta por si mesmo.

DOIS, se você pensar em esporte tailandês qual a primeira coisa que vem na sua cabeça? Muai Thai certo ? E ai o que você supõe? Que será extremamente fácil achar roupas de Muai Thai, certo ? ERRADO.

É claro que você vai encontrar muitaaaas roupinhas falsificadas nas barraquinhas da vida, mas roupa de verdade, de marca, boa pra galera que luta é MUITOOOO difícil de achar, em Bangkok em meio a cidade grande era muito mais fácil achar roupas e equipamentos de Golf do que de Muai Thai, juro que fiquei chocada com isso e precisava compartilhar com vocês.

Como no caso tínhamos um encomenda em relação a isso descobrimos uma lojinha que é um achadooo, chama Bull Sports o cara exporta pro mundo todo ( então se estiver querendo muito e sua viagem for demorar ainda, entra em contato com ele anyways), ele fala inglês super bem, é uma simpatiaaaa de pessoa e tem tudo o que você precisa.

O lugar não é dos mais fáceis de encontrar, pelo menos não foi pra gente porque não tínhamos o endereço certinho, mas como sou uma amiga MUITO legal já estou deixando aqui todos os contatos do cara para ficar mais fácil de vocês acharem, da pra ir para a loja dele de metro (vai dar uma andadinha do metro até lá, mas nada de mais).

bull-sportsfullsizerender-3

 

Gente esse post é o overview do overview, tentei dar o máximo de dicas úteis da forma mais resumida possível.

Vou fazer um post especial e separado para o festival das lanternas porque ele foi especial DE MAIIIIIS para não ter um post só para ele.

E como é só em novembro tenho tempo suficiente para falar dele para vocês né ?!

Hahaha

Eu espero que as dicas sejam realmente úteis para vocês, aproveitem muitooo essa viagem que é literalmente um sonho, é mergulhar em uma cultura completamente diferente é viajar praticamente para outro mundo, deem valor a cada nova lição aprendida e carreguem com vocês para o resto da vida a energia maravilhosa com a qual aquele lugar acaricia todos que vão visitar ele.

Beijos imensos e cheios de energias tailandesas para vocês !!

img_7595

Momento TULUM (hora de passear)

Gente vamos ao post final da minha querida viagem a Tulum….

Tulum foi o reason why da viagem, então foi a cidade na qual nos baseamos e de lá saímos para alguns passeios….

Primeiramente falando de TULUM em si, vale super a pena ir nas RUÍNAS que tem lá, é lindo, uma vista paradisíaca, mas ATENÇÃO, NÃO vá de carro, vá de bike ou pegue um taxi, porque a fila para entrar no estacionamento é surreal….. você perderia mais de uma hora só para entrar e estacionar e ainda teria que pagar por isso, então vai de bike que é beeem melhor.

Eu não lembro exatamente os valores agora, mas a entrada regular é algo em torno de 60 pesos. Existe uma categoria diferenciada de entrada para quem quiser ir no horário do nascer ou do por do sol que é 200 e poucos pesos (acabamos fazendo o normal mesmo, mas acredito que SUPER valha a pena pegar um nascer ou um por do sol por lá, o único problema é conseguir acertar o dia em que o tempo estará bom para isso, pois lembre o tempo lá é crazy crazy).

unadjustednonraw_thumb_4d4unadjustednonraw_thumb_4d2

ANO NOVO, ainda falta um ano para ele chegar novamente, mas vai que você viu minhas fotos e está pensando em passar o ano novo por lá…… tivemos uma situação um tanto quanto inusitada, comprarmos ingresso com um mês de antecedência para a maior festa de Tulum, recomenda pelos próprios mexicanos e por alguns outros viajantes: NYE CALETA TANKAH, nos preparamos para essa festa, tudo lindo maravilhoso, até que terminando nossa janta de ano novo, pedimos para o cara do Malevo chamar um taxi pra gente, ele pergunta para onde nós vamos e quando respondemos ele falou “gente vocês tem certeza? Ouvi dizer que essa festa foi cancelada” é isso mesmo gente, aos 45 do segundo tempo, literalmente as 23h do dia 31/dez descobrimos que a festa havia sido cancelada.

Bom na mesma hora entrei no meu email e realmente tinha lá um email enviado NAQUELE MESMO DIA, a meia noite dizendo que eu tinha sido reembolsada no valor integral da festa …. cri cri cri…. bom o que descobrimos foi que o negócio de propina lá é BEM sério, e se você não pagar as pessoas certas eles não só podem, como eles efetivamente CANCELAM a maior festa de ano novo da cidade.

Sem pânico…. mentira com um pouquinho de pânico, pedimos ajuda para o cara do Malevo que nos recomendou ir para o Papaya Playa (um beach club super famoso e que tem a segunda maior festa da cidade), para lá fomos, deu tudo certo e conseguimos entrar ( depois de desembolsar 100 lindos dólares – apenas para sorrir, nada de open bar).

Mas assim gente, se você liga para tradição vai ficar um pouco decepcionado, porque NADA tem cara de ano novo, naturalmente as pessoas já não estão de branco, a final de contas só temos essa tradição no Brasil ( bom a gente estava de branco e dava pra ver a km de distancia que eramos brasileiras), mas não é só isso os caras não fazem nem contagem regressiva, no fogos e no champagne estourando pra todo lado, enfiiim a festa estava excelente, o lugar era incrível pé na areia ( conseguimos pelo menos pular nossas 7 ondinhas) e fomos abençoadas com um céu descomunalmente lindo naquela noite, mas assim lembrem-se NO TRADITIONS.

unadjustednonraw_thumb_635

Bom, agora vamos passear pelas outras cidades e é nessa hora que é importante ter um carro.

 

Primeiramente vamos falar de COBÁ, que fica aproximadamente à 43 km de Tulum, no caminho você passa por umas vilinhas de artesanato onde fizemos nossas poucas, mas super validas compras.

unadjustednonraw_thumb_5b9

Chegando lá é um parque grandinho vale alugar uma bike pra rodar tudo, você passa por várias ruínas menores até chegar a maior delas que por sinal você pode subir: SUBA, a vista é sensacional e a energia de tirar o folego de qualquer um.

Sinceramente estar ali no topo daquele lugar foi um dos momentos mais mágicos da viagem (especialmente porque tive o prazer de fazer isso no dia 31/dez), pegamos uma senhora chuva enquanto estávamos lá e isso fez a experiência ainda mais marcante e maravilhosa.

unadjustednonraw_thumb_5ffunadjustednonraw_thumb_595

Na entrada do parque tem um restaurante delicinha, vale super a pena comer por lá, comida mexicana mara e de quebra na porta do restaurante tem um fish spa, aqueles aquários com peixinhos que comem peles mortas, já tinha feito antes da Tailandia e super recomendo.  O tiozinho dono do fish spa também vende mascaras de argila (usada e aprovada) e é um italiano super simpático, senta, relaxa e tenha uma boa proza com ele.

E um obs muito especial, na volta para TULUM PARE nas barraquinhas de ABACAXI, não tem como explicar o quanto os abacaxis daquele lugar são maravilhosooos!

unadjustednonraw_thumb_583

Na volta de Coba paramos no GRAND CENOTE, o único que fomos nessa viagem, a experiência de fazer snorkel no cenote é muito legal, mas como fomos em alta temporada e estava muito cheio confesso que não me animei de ir em outros, vale a ida com certeza especialmente se for em uma época com menos gente e assim, como só fui em um não posso falar de todos eles, mas são MUITOS, é só sair dirigindo no que eles chamam de “rota dos cenotes” e ir parando naqueles com os quais você for com a cara, com o nome ou nos que tiverem te indicado ;D

 

LAGUNA BACALAR, esse lugar foi uma dica INCRÍVEL de uma amiga apaixonada pelo México, Marina MUITOOOO obrigada.

Bom gente é uma lagoa, conhecida por seus 7 tons diferentes de azul, é impossível descrever em palavras a beleza do lugar. TEM QUE IR PRA VER.

Fica ha umas 3 horas de Tulum, mas vale cada Km dirigindo, vale até ficar uma noite lá se achar melhor.

Saímos super cedo já que era longinho e como eu disse para vocês não tem como tomar café da manhã em Tulum antes das 8 da matina, sendo assim demos uma super sorte e achamos na estrada, literalmente um “ACHADO” chamado Dharmata, um restaurante gracinha, praticamente no meio do nada, com uns omeletes maravilhosos e acreditem se quiser, com WIFI.

Chegando em Bacalar optamos por ficar no Cocalitos que é um camping com restaurante, você paga 45 pesos para entrar e poder usar a estrutura deles, passamos literalmente o dia inteiro lá de “boas na lagoa”, tem uns balancinhos para brincar e obviamente tirar fotos incríveis, tem pedalinho e kaiake para serem alugados e de resto é sentar e relaxar.

O lugar tem uma carinha super simples, mas PENSE em uma comida MARAVILHOSA, comi um peixe assado que eu salivo só de lembrar, SÉRIO GENTE, TEM QUE IR.

unadjustednonraw_thumb_548img_1242

CHICHEN ITZA – o passeio mais famoso da Riviera Maia e sim IMPERDÍVEL.

Dicas: chegue muito cedo, o parque abre as 8h, então esteja na porta as 8h, ou você vai se deparar com uma fila GIGA; esteja bem descansado, nada de noitada na noite anterior, é quente pacas, você vai andar bastante; e levem todas as câmeras muito bem carregadas, você vai tirar uma quantidade absurda de fotos, os detalhes e a arquitetura são impressionantes.

Lá é outro ponto para comprar presentinhos se quiser, tem muitaaa gente vendendo artesanatos locais, cerâmicas, prata e afins.

Sobre comidinhas, na ida paramos em um hotel chamado Mayab para tomar café da manhã, o cardápio é limitado, basicamente só ovos, mas da para o gasto.

Já na saída do parque almoçamos no Pueblo Maya, um buffet “all you can eat” por APENAS 150 pesos, gente SÉRIO 150 pesos, tipo U$7,00, é muitooo barato e a comida estava uma deliciaaa, ainda tivemos direito a apresentações de dança local, é o tipo de restaurante que todos os ônibus de excursão param, então recomendo estarem lá para almoçar antes das 14h que depois começa a lotar.

unadjustednonraw_thumb_701unadjustednonraw_thumb_71e

 

Já a caminho de Tulum paramos em PLAYA DEL CARMEN, é uma cidade já BEM mais voltada para o turismo, mas onde eu teria facilmente passado uns 2 ou 3 dias, bem animadinha, cheia de bares e restaurantes, é um lugar mais badaladinho mesmo, já não é aquela paz relaxante de Tulum. Almoçamos no Mi Pueblo Cocina Mexicana, sem sombra de dúvidas, meu restaurante PREFERIDO da viagem, comida mexicana maravilhosa, atendimento espetacular, cerveja geladíssima, musica animada, uma vistinha lateral para a praia, INCRÍVEL de verdade.

unadjustednonraw_thumb_80eunadjustednonraw_thumb_81c

ISLA MUJERES – Fomos para Isla Mujeres saindo de Cancun, existe uma empresa chamada Ultramar que faz o ferry entre Cancun e Isla, existem 3 portos diferentes em Cancun e você pode escolher o mais próximo de você (consulte os horários no site antes de sair do hotel, para não ficar esperando atoa quando chegar no porto). Achei Isla um lugar extremamente fotogênico, não só o mar em si, mas também cada cantinho, cada esquina, cada casa, tudo é um charme. Assim que sair do porto alugue um carrinho de golf e seja feliz rodando pela cidade, eu sinceramente não ficaria hospedada lá, achei ideal conhecer o lugar em apenas um dia, acho que ele é muito mais um lugar fotogênico do que um lugar bom para curtir praia ou algo do gênero. Existe um passeio muito interessante (que por questões pessoais não tive oportunidade de fazer dessa vez) que é um passeio de snorkel em um museu submerso no meio do oceano, o passeio completo demora 3h, não consegui fazer, mas acredito que valha a pena.

unadjustednonraw_thumb_858unadjustednonraw_thumb_90a

Nosso último destino CANCUN, onde ficamos 3 dias em um maravilhoso hotel ALL INCLUSIVE, e gente acreditem é ALL mesmoooo, incluindo bebidas alccolicas, PENSEM, voltei com cirrose praticamente.

Cancun na minha opinião já é muitooo tomada pelo turismo massificado então não é uma cidade que encha meus olhos, ir de carro até o centro te da a impressão de estar em uma mistura entre Miami e Las vegas, as ruas até lá são totalmente iguais as de Miami, no caminho você começa a ver uns restaurante americanos tipo Bubba Gump e Outback e quando você chega no centro em si são restaurantes, bares e muitas luzes a la Las Vegas, enfim prefiro ir para Miami ou para Las Vegas ao invés de curtir aquela tentativa de mistura criada ali.

MAS achei Cancun um lugar excelente para ficar em um resort desses all inclusive e LITERALMENTE relaxar sem a menor necessidade de sair do hotel.

Essa foi exatamente a nossa ideia, pegamos os últimos 3 dias ali e ficamos praticamente enfurnadas no hotel, com aquela praia maravilhosa aos nossos pés, comida pra dar e vender e bebidas all the time, não precisávamos de mais nada nessa vida, saímos realmente apenas para comprar umas lembrancinhas no último dia, onde por sinal conhecemos a TEQUILA STORE, que é a única lojinha de Tequila na “feirinha” que tem ali no centro ( na frente do Hard Rock Café e pertinho do Coco Bongo), gente se quiser ficar beudinho é só ir comprar umas tequilas ali, porque o cara te deixa experimentar TUDO que ele tem no mostruário hahaha, super recomendo ele foi muito atencioso, explicou a diferença entre as tequilas, recomendou a melhor para cada gosto, enfim passem lá para fazer o arremate final de lembrancinhas ;D

unadjustednonraw_thumb_950

Bom gente POR HOJE É SÓ, e sobre a minha querida viagem ao México também ;D

 

Em breve volto com mais dicas, dessa vez sobre a Tailandia ( tchan tchan tchan tchan…. a tão esperada Tailandia)

 

Se ainda quiserem saber algo em particular sobre a minha experiência no México e especialmente sobre a encantadora Tulum just let me know ;D

Momento TULUM (eat – beach – tequila – repeat )

Gente vamos lá, agora para algumas dicas mais especificas, vamos falar de uma das melhores partes dessa viagem:

C-O-M-E-R  e  R-E-L-A-X-A-R

(na verdade todo o objetivo dela era esse mesmo ;D)

Até então meu país preferido em termos de comida era o Peru, maaaas agora posso dizer que o México está em primeiro lugar DISPARADO.

Vamos começar pelo relaxar e comer, ao mesmo tempo, ou seja, vamos falar dos beach clubs onde provavelmente você passará a maior parte do seu tempo ……

 

Coco Tulum – Um lugar super charmozinho,  você percebe uma atenção especial com os detalhes, comida gostosa, uma marguerita DELICIOSA e um balcão com assentos de balanço com vista pro mar que já ganhou meu coração assim que eu cheguei, o serviço tudo que tem de demorado, tem de cordial, mas isso faz parte do México Experience, então simplesmente releve e acostume-se.

unadjustednonraw_thumb_519

Akiin Beach Club – É muito difícil dizer qual foi meu beach club favorito, mas me arrisco a dizer que esse aqui foi o que mais me surpreendeu.

O lugar é maravilhoso, cheiooo de beach beds available, tem um restaurante coberto (em caso de dia chuvoso isso é um super diferencial) e tem umas mesas na areia que ganharam meu coração, mexemos elas de uma forma que tivemos o almoço mais incrível da vida no primeiro dia do ano, a gente estava quase dentro do mar com a mesa já hahahahah… aquilo sim era uma “table with a view”.

Eles ainda tem massagem por lá, US45,00 por pessoa, para 70 min de massagem, na minha opinião valeu cada centavo.

A comida também uma delicia, foi o tipo do lugar que eu não queria mais ir embora, no geral ele é mais “família”, um pouco menos agitado que os outros e pra quem estiver querendo um casamento diferenciado eles são especializados em cerimonia de casamento ;D Vai que né ?!

unadjustednonraw_thumb_6cc

La Zebra – Sem sombra de dúvidas o mais animado, uma musiquinha no volume ideal o tempo todo de fundo, super estrurua de beach beds, atendimento diferenciado ( lá foi o lugar onde tivemos o atendimento mais rápido e eficiente entre os beach clubs) e um detalhe importante é que até abril deste ano (2017) eles estão recebendo o Mulberry Project, um bar itinerante de NY, gente QUE DRINKS MARAVILHOSOOOOOS, muito muito muito bom mesmoooo, vale a pena ir conferir, especialmente as terças feiras que é 2 por 1 ;D

O La Zebra também tem restaurante coberto, então é mais uma boa opção para dias com aquela cara de “pode ser que chova”.

unadjustednonraw_thumb_7af

Todos os beach clubs tem estacionamento para bike e até onde eu tenha reparado para carro também, a noite eles cobram para estacionar os carros, mas de dia se você for no beach club não paga nadinha para estacionar.

 

Vamos agora aos nossos queridos e deliciosos RESTAURANTES ;D

 

Vou começar falando do MALEVO, que é um restaurante relativamente novo, pertinho do centro ( super perto do hotel que eu recomendei), uma das melhores guacamoles que comemos por lá, atendimento bom ( lembrem-se que isso é um super diferencial), o dono é um argentino simpático que está sempre por lá, o que obviamente ajuda para que o serviço se destaque dos demais.

Gostamos tanto do restaurante que foi onde escolhemos passar a nossa ceia de Ano Novo, eles tinham preparado um menu especial para o dia, você podia escolher entre o menu especial completo que ia da entrada a sobremesa incluindo uma garrafa de vinho, ou o a la carte (que também era especial, mas não era pacote completo), simplesmente sensacional, vale a visita a qualquer hora do dia, eles abrem para café da manhã, almoço e janta ( e olha que maravilha da pra sentar pra comer sem ter que fazer reserva antes, por enquanto pelo menos, enquanto eles ainda são relativamente novos por lá).

 

O segundo restaurante em pauta é o nosso querido GAVIOTA, é um restaurante bem simples se comparado com os outros que ficam na avenida da praia, MAS é a salvação dos sem reserva. Comida mexicana, atendimento super cordial ( mas também super demorado), os caras tem repelente nas mesas então senta, se entope de repelente, liga o wifi ( que o de lá funciona) e espere feliz pela sua comida, que quando ela chegar vai valer a pena.

E não fique desapontado se não tiver algo que você ficou babando no cardápio, ou seja, resumindo é um super quebra galho mas vale ter essa carta na manga.

 

CASA JAGUAR, o típico restaurante que podemos chamar de hypado, bonito, caro, comida na minha opinião maravilhosa, mas posso dizer que não foi a opinião de todas que estavam comigo, atendimento péssimo. Nesse restaurante rolam umas festinhas geralmente depois das 23h que é quando acaba o jantar deles.

 

CASA BANANA, esse sim é hypado mas merece ser, jantar nele é disputadíssimo então como eu disse antes chegue CEDO, principalmente porque eles não aceitam reserva.

A comida é excelenteeeeee, qualquer coisa que você pedir definitivamente não vai se arrepender, é um restaurante argentino, mas com vários pratos gourmetzados e várias saladas mara, mas claro como todo e bom restaurante no México, não falta uma guacamole delicinha para você saborear.

Esse eu digo que vale a fila, vale a espera, vale muitoooo a pena a comida.

 

PALAPA UNION, esse foi um achadinho, do lado do Papaya Playa ( um beach club super famoso), é especializado em ceviche, o cardápio é super limitado mas é muitooo gostoso e um preço mais do que justo, eles também são especializados em drinks com mezcal, vale muito a pena conhecer, é outro que o dono está por perto então já sabem né, serviço beeem melhor que o de costume.

Eles também tem um espaço para festas e tem que ficar de olho na programação mas vire e mexe rola umas coisinhas depois das 22h.

 

CENZONTE – JARDIN SECRETO, o lugar por si só já é uma gracinha e a comida, SENHOR, era tão boa, tão boa mas TÃO boa que eu pedi meu prato DUAS vezes, não preciso dizer mais nada além disso TEM QUE IR !

 

Gente super atenção ao fato de que as cozinhas em Tulum fecham as 22h, então mesmo que o restaurante continue aberto para drinks e/ou algum festa, depois das 22h você não consegue comer.

 

Sobre BARES, isso é algo que eu senti muita falta em Tulum, não existem bares no sentido literal da palavra, para simplesmente sentar e tomar alguma coisa, o que existe são os bares dos restaurantes que são pequenos e vire e mexe estão lotados de pessoas aguardando suas mesas serem chamadas.

Um restaurante que tem um barzinho diferenciado (mas também pequeno), com uns drinks muitoooo bons é o Gitano, eles tem o bar normal do restaurante e tem um mais escondidinho que chamam de Jungle Bar, vale ir tomar um drink com pimenta ;D

 

O meu preferidinho que eu achei o mais perto do que podemos chamar de barzinho é o MATEO’S , super animado, tem musica, balcão de bar com TV passando os jogos da NFL, bons drinks e boas comidas mexicanas, supeeer recomendo o lugar.

 

Booom gente, próximo post venho falando dos passeios que fizemos por lá, e ai vou aproveitar para dar mais umas diquinhas de onde comer por perto desses passeios ;D

 

Espero que esteja sendo útil ;D

 

Qualquer outra dúvida gritem

 

E gente deixem eu contar o último, mas DEFINITIVAMENTE não menos importante detalhe  de todos os restaurantes e beach clubs deste lugar maravilhoso que se chama México:

TEQUILA é tipo chá

Ao invés da pessoa de oferecer um chazinho ela te oferece um shotzinho, então estejam com seus fígados preparados, porque PENSEM em uma tequila que literalmente desce redondo ….. é SURREAL no final da viagem você não esta nem mais precisando de gelo e limão ;D

Momento TULUM

DICAS GERAIS ….

Gente como muitos amigos vem pedindo dicas das últimas viagens resolvi deixar de ser cabeça dura e aceitar que meu blog vai passar a ir um pouco além das portas dos aeroportos, ele vai começar a dar dicas pra vocês também ;D

Vou começar tentando passar para vocês um pouquinho da energia e da paz do México, compartilhando algumas dicas super convenientes.

unadjustednonraw_thumb_68f

First of all não vamos falar em roteiro, porque isso acho que vai muito de cada um, do que cada um curte mais na viagem e claro de como está o clima na época que você estiver viajando, então vou contar o que fizemos e os lugares que mais gostei, mas a ordem que você quer fazer, quanto tempo quer ficar lá, isso é muito de pessoa para pessoa, maaas se quiser mais dicas ou sentir que faltou algo por aqui PLEASE let me know ( email, whats, insta, por onde quiserem).

Começaremos nossa jornada pela incrível e relaxante Tulum, gente dica: book it NOW, o lugar está super em desenvolvimento e virando um “must go”, então sinceramente daqui há alguns anos acho que virá a ficar beem parecido com Cancun em termos de quantidade de turistas, então minha maior dica é: se joga e vem logo.

Aqui a viagem é incrivelmente barata ( hotel e passagem como sempre são a parte mais pesada, mas aqui em si as coisa são bem barateza, então pesquise bem, pegue boas promoções e venha), eu não esperava por isso mas você faz refeições incríveis, em restaurantes “caros”, com bebida incluída por menos de U$30,00 ( na verdade muitas vezes por beeem menos que isso, to dando um average de restaurantes mais “hypados” e com uns bons drinks inclusos, não acho que esses preços mara vão durar para sempre, então mais uma vez: venham logo.

unadjustednonraw_thumb_6ac

Comer no México é simplesmente maravilhoso, não faltam opções de comida mexicana, argentina, peruana ( sim eles adoram um ceviche), opções gourmetzadas e independentemente de onde você vá, sempre terá uma guacamole maravilhosa aguardando para ser pedida.

Um detalhe muitoooo importante é: trabalhem com reservas, principalmente se você for em alta temporada ( o que foi meu caso), tudo é bem disputado e 90% dos restaurantes aceita reservas ( inclusive alguns dos beach clubs). Em caso de não reserva o negócio é “first come first serve”, então chegue cedo, tanto nas praias para pegar as melhores beach beds, quanto nos restaurantes para jantar. Os restaurantes abrem as 18h para o jantar, se você não tiver reserva esteja na porta exatamente as 18h (chegando até umas 20h você pode ATÉ dar uma sorte ou outra, ou não esperar tanto, maaas depois disso é senta e chora …. ou senta e simplesmente espera…. ou melhor vá ao Gaviota, que estará sempre pronto para te salvar, vou descrever os restaurantes em breve e vocês entenderão melhor).

Onde ficar? Eu fiquei mais perto do centro em um hotel chamado Hotel Posada 06 Tulum, fica a 3 km da praia, perto de mercados, farmacias e alguns restaurantes bem delicinhas, preço justo, café da manhã limitado, mas gostoso e atendimento super cordial e bom ( acreditem isso é um diferencial por aqui).

unadjustednonraw_thumb_6bc

Recomendo ficar mais perto da cidade se você não quiser alguns perrengues como falta de luz e agua quente, digo isso porque os hotéis mais fodões ficam pé na areia, são realmente incríveis e consequentemente mais caros, MAS tudo funciona a base de gerador e caminhões de agua potável, alguns hotéis chegam a ser eco friendly e não tem energia at all a noite.  É lindo? É, É maravilhoso? É, mas a chance de você não ter luz e tomar banho de água gelada é tão grande quanto a beleza do lugar, então pondere bem que tipo de viagem você quer fazer.

“Van, babei nas fotos, quero muito ir, mas pra mim não da pra ficar pagando esses hotéis mais arrumadinhos, consigo algo mais simples?”

Sim, tem hospedagem por até U$10,00 a noite em hostel, vi pelo menos um camping e um hotel super simples que anunciava quartos por U$39,00, mas assim gente realmente não sei as condições desses lugares, só posso dizer que eles existem.

Outro ponto importantíssimo, alugue uma bike e fique com ela a semana toda, é ridiculamente barato, coisa se R$80,00 para semana toda, ou seja entre U$20….U$25 dependendo do cambio.

E para quem ficar mais perto da cidade, como eu fiquei, nada melhor do que começar o dia com uma boa pedalada até os beach clubs.

“Money, quanto levar ? E em qual currency?”

Bom eu geralmente calculo U$100,00 por dia, o que deu 2.000,00 pesos mexicanos por dia: excelente. Definitivamente você não precisa mais do que isso (mas assim, meus hotéis e aluguel do carro já estavam pagos, isso é só pra gastar mesmo com aluguel de bike, uma ou outra entrada de atração turística, estacionamento, gasolina comida e bebida).

“Van você incluiu o valor das compras nesse dinheiro?” Bom gente, eu não faço compras viajando e pra não dizer que não comprei absolutamente nada, minha lista de compras se resume a:

  • 3 potinhos de mascara de argila
  • Um colar de prata com dois pingentes
  • Duas cerâmicas decorativas
  • Uma manta decorativa
  • Um chapéu
  • Uma garrafa de Tequila
  • Um kit de mini tequilas
  • 4 vidrinhos de pimenta

E sim, para esse tipo de “compras” está incluso no orçamento de 2.000,00 pesos por dia.

 

Eles aceitam dolares em quase todos os estabelecimentos mas você pode perder dinheiro na conversão que vai de 21 a 15 pesos por dólar, ou seja, na minha opinião o melhor é ir com os pesos na mão mesmo.

Outro ponto importante vários restaurantes são cash only, então conte com a possibilidade de que nem sempre o seu cartão de crédito poderá te salvar, apesar que para compensar o fato, existe uma ATM machine a cada 10 passos (mas as taxas de saque são altas então deixe essa opção só como backup mesmo, em caso de necessidade).

unadjustednonraw_thumb_5b9

“Van, você falou em alugar bike, mas também estava de carro alugado?” Sim.

Alugamos o carro porque aterrissamos em Cancun e então pegamos o carro para ir para Tulum, optamos por ficar com o carro o tempo todo porque fizemos alguns passeios para outras cidades ( longas distancias), que precisamos do carro para ir, fora que algumas idas aos restaurantes na parte da noite optamos pelo carro ao invés da bike por ser mais seguro ( uma parte da estrada que beira a praia e onde estão a maioria dos restaurantes não tem ciclovia e a noite se torna mais perigoso para pedalar).

Sobre o carro, UM faça o seguro completo você nunca sabe quando um taxista doido pode esbarrar no seu carro e digamos que as ruas não são da melhor qualidade, então se proteja. DOIS, cuidado com as multas, você vai ver muitooos carros sem placa, porque no México quando você é multado a policia tira sua placa e deixa um papel colado no vidro, porque você tem um mês para pagar a multa e pegar a sua placa de novo, de maneira alguma estacione em lugar proibido, parece um pouco terra sem lei, mas nesse sentido eles tem a lei e adoram dar uma canetada. TRÊS, cuidado com os espertinhos da policia, eles são doidos para te parar e pegar uma propina, eu andei a 140km/h durante a viagem inteira pelas estradas que eu peguei e nada aconteceu, ai aos 45 do segundo tempo, fui parada na rua principal de Cancun, porque segundo o policial eu estava a 88km/h em uma via de 70km/h, bom como não estava efetivamente prestando atenção na velocidade vou morrer sem saber se eu estava mesmo ou não acima dela.

Na estrada foi bem tranquilo, a maioria delas tem o asfalto bom, mas quase todas são uma mão vem e uma mão vai, então tenha no volante alguém que lide bem com ultrapassagens. Uma coisa boa é que eles estão tão acostumados com isso que eles efetivamente abrem passagem, você não precisa ficar colando na bunda de ninguém dando farol, eles veem você vindo e já se jogam um pouquinho para o acostamento para facilitar sua passagem (louco mesmo dirigindo só taxista, SENHOR se você pensa que taxista no Rio é folgado é porque você nunca dirigiu pelo México).

unadjustednonraw_thumb_774

Vamos falar sobre o tempo: “nunca desista” e “esteja sempre extremamente preparado”, você pode amanhecer e estar um temporal e daqui 20 minutos abrir um super sol e ser o dia mais bonito da viagem, como pode acontecer o contrário, então minha dica é se arrume para sair do hotel anyways e ande sempre com bolsas e/ou mochilas impermeáveis especialmente se você aderir a minha dica da bike, uma capa de chuva e um guarda chuva são dois bons itens para se ter na mala.

A galera que acorda cedo, sinto informar que você não vai conseguir tomar café da manhã em nenhum lugar antes das 8h, então se quiser dar uma corridinha logo cedo ou se quiser sair bem cedo para ir passear em alguma outra cidade, compre no mercado umas frutinhas, ou seja lá o que você gosta, para não passar fominha matinal ;D

Uma obs importante é sobre cameras fotográficas (semi, profissionais ou go pro) em atrações turísticas, se você estiver com elas bem guardadas em bolsas ou mochilas ninguém vai falar nada, porque ninguém te revista, MAAAS se estiver na mão você será cobrado uma taxa por volta de 45,00 pesos, para entrar com a maquina ( sim é tosco, mas para evitar ande sempre com elas bem guardadinhas).

Para finalizar as dicas gerais: tenha paciência, o lugar é maravilhoso a energia extremamente estonteante e relaxante, maaas digamos que isso não afeta apenas os turistas que se sentem extremamente relaxados, afeta também diretamente as pessoas que trabalham aqui, então be patient, o serviço demora MESMO, e as vezes os caras são tão simpáticos que não da nem para ficar bravo, mas lembre-se que se esperar a fome bater REAL para só ai ir comer é um erro.

Por fim, uma dica importantíssima para nós Brasileiros, na ida você consegue ir com duas malas de 32 kg ( o que venhamos e convenhamos totalmente desnecessário para um lugar de praia né gente, uma malinha só ta bom), MAAS na volta você só pode voltar com duas de 23kg, então fiquem espertos.

Gente VENHAM a TULUM, venham pedalar, correr, comer bem e relaxar, venham admirar um pouco de “civilização” literalmente no meio do nada, venham curtir esse ar puro, essa atmosfera renovadora e venham logo antes que o turismo massificado abra os olhos para esse lugar e CLARO antes que os preços comecem a aumentar.

Bom gente estou done com as minhas dicas gerais ;D

Próximo post venho falando especificamente dos restaurantes e beach clubs, espero que gostem e que as dicas sejam úteis, se ainda tiverem dúvidas é só me procurar.

Beijos beijos e até o próximo compartilhamento de histórias, momentos e agora muitas dicas ;D

unadjustednonraw_thumb_511

Um minuto de silêncio !

fullsizerender

Mais uma avião decolou  levando nele um time, reporters, tripulação e anônimos, levando nele seres humanos rumo há um novo local, um novo sonho, uma nova conquista, rumo há uma nova história.

Refleti durante um dia inteiro novamente tentando entender grandes tragédias como essas. Com a vida que eu levo me coloquei no lugar dos que se foram, me lembrei do sentimento de já quase ter estado em um avião que nunca chegou ao seus destino final, me coloquei no lugar dos que ficaram e então as lágrimas surgiram, surgiram por todas essas almas, com as quais nunca encontrei, mas graças as quais nunca esquecerei o dia de hoje, não apenas pela tragédia em si, mas pela lição e pela mensagem que elas foram capazes de deixar.

O que podemos fazer no momento? Rezar, enviar luz e positividade as almas que hoje partiram, ao familiares, amigos e colegas que aqui ficaram, aos que sobreviveram, mas acima de tudo podemos enxergar uma luz em torno de toda essa tragédia, podemos enxergar que em sua partida, todos esses seres humanos cumpriram sua missão final nessa vida, em meio a tantos discursos de ódio e desigualdades da atualidade eles uniram um país inteiro em um sentimento de respeito, de AMOR, eles fizeram uma país inteiro vestir uma única camisa, eles fizeram com que outras nações se juntassem a esse momento de reflexão, eles nos mostraram que somos todos iguais, que na perda não há diferenças, eles harmonizaram uma nação inteira em uma só sintonia.

Que vocês possam ir em paz, ir com Deus e que tenham a plena certeza de que cumpriram sua última missão na terra.

 

Um caso de amor com a Gol …

Um ser humaninho (que nesse momento não vou nem chamar de amigo pra não queimar meu filme), trabalhador de segunda a sexta, “viajador” aos finais de semana, SIM EM TODOS OS FINAIS DE SEMANA ( apesar dele não estar com muitos créditos nesse momento, sigam o insta dele que vale a pena @shortrip)….

Dado ao perfil descrito vocês devem imaginar que ele está POUCO acostumado com processos de aeroporto, burocracias de companhias aéreas e afins…..

Então vamos a parte que interessa, senhor ser humaninho está com seu lindo voo comprado para voar no sábado pela manhã, quando chega no aeroporto e se da conta de que havia esquecido única e exclusivamente o DOCUMENTO dele ( agora me EXPLICA quem sai de casa sem documento?).

Gente juro, poderia parar a história por aqui mesmo, porque o simples fato estourou a cota de risadas do final de semana inteiro, o ser humano me viaja no sábado de manhã para voltar no domingo a noite e consegue perder o voo por ter esquecido o documento, ENOUGH SAD.

Mas vou contar que a história teve um final inacreditavelmente feliz, neste belo dia de sábado, com o rabitcho virado para a lua ele se deparou com dois anjos na vida dele que conseguiram remarcar a passagem dele para mais tarde, em um outro aeroporto (mais perto da casa dele), suficientemente perfeito para dar tempo de correr em casa, pegar o documento e voar para o aeroporto.

MEDO de estar compartilhando essa história, depois das milhões de risadas que eu dei da cara do ser humaninho e pensar que qualquer dia bem que poderia ser comigo.

MIGOOOO please não joga praga ta ?

Ri, te zoei, te sacaneei (provavelmente vou continuar fazendo isso por um tempo ainda), mas please não deseja o mesmo pra mim não ta ?! hahahaha

OBS adicional, ele ficou tão loucamente encantado com o fato que voluntariamente fez propaganda ( na verdade acho que puxação de saco exacerbada reflete melhor o acontecido), da querida companhia aérea em todas as redes sociais possíveis e imagináveis … TA MIGO, a gente já tinha entendido que você estava extremamente agradecido ;D

Por Renato Vieira

screen-shot-2016-10-24-at-20-19-21

Um encontro do Happn ….

 

happn

 

Sim gente, pra que esconder não é mesmo?

Quem nunca em um momento de tédio começou a fuçar um dos aplicativos mais estranhos existentes, com aquele catálogo de pessoas disponíveis para a sua escolha ?

É estranho É, mas é divertido também…

Enfim a nossa história começa justamente em um dos meus momentos de distração nesse aplicativo…. e AI MATCH
O match era de São Paulo, mas assim como eu estava em Manaus, conversa vai conversa vem eu sempre sem tempo, com a minha vida pouco corrida…. enfim

Descobrimos que iríamos voar no mesmo dia de volta para nossas respectivas cidades….

Confesso que não dei muita bola pro fato e que ando meio de “bode” de alguns tipos de flerte, maaaas até que estava trocando informações com o garoto durante o dia.

Fui pro aeroporto já de madrugada e já não estava mais olhando meu celular, muito concentrada nos documentos que eu tinha para assinar no dia seguinte ( nada melhor que um bom saguão de aeroporto para ler os mesmos), escuto chamarem o voo de São Paulo (que por sinal era o do match) e ai desencanei de vez, quando de repente me surge um ser humano com um sorriso no rosto:

“Oi Vanessa”

GENTE PARA …. POR FAVOR PARA

Do jeito que eu sou péssima de fisionomia sabe QUANDO eu ia me arriscar a falar com a pessoa sem nunca ter visto ela ao vivo ? sem ter certeza que era ela ? NEVER

Second point, como na vida ele me achou ali ? tipo ok que o aeroporto de Manaus é pequeno, mas venhamos e convenhamos que ele teve que olhar ser humaninho por ser humaninho sentado ali naquele saguão até me achar.

Bom pra finalizar a situação um tanto quanto inusitada e estranha, ele sentou para conversar e já sabia absolutamente TUDO da minha vida:

“e me diz o que você faz na empresa tal?”

“ah que legal, e quem é aquele cara, seu pai ?”

“ah ta seu tio, achei que fosse seu pai”

“ foi ele que fundou a empresa em 19….. não é mesmo?! Fernando o nome dele né ?!”

TIPO LINDO, SÉRIO? Mostrar interesse e ter fuçado uma ou outra coisa OK, mas saber a história inteira da empresa da minha família e ainda ter dado algumas outras informações sobre a minha faculdade e afins …… a little bit too much!

Eu nesse momento já entendendo como ele tinha me reconhecido tão fácil a final de contas já tinha fuçado minha vida inteira de trás pra frente, já estava morrendo de medo do nível de stalkeamento do ser humano e rezando pra rolar um “última chamada para o voo com destino a São Paulo”….. well a última chamada não vinha nunca, mas lembrei ele que o voo já tinha sido chamado e o stalker nível mor se foi carregando junto com ele um arsenal de informações ao meu respeito.

UM: medo dessas pessoas
DOIS: só eu pra conhecer o cara do aplicativo no aeroporto

TRÊS: vou repensar o nível de informações que são possíveis ser encontradas sobre mim na internet !!

Blog at WordPress.com.

Up ↑