dolares

Uma carteira, alguns dólares, alguns pesos, uns cartões de crédito, uma passagem de ônibus, uma encomenda para ser comprada e levada ao Brasil  e alguns dias de viagem restantes entre argentina e Uruguai.

Recomeçando a história:
Uma carteira roubada, um ladrão bonzinho que pelo menos poupou o passaporte, nenhum dólar, nenhum, peso, nenhum cartão de crédito, uma passagem de ônibus a menos, uma encomenda para ser comprada e mais alguns dias de viagem por dois países da América do sul.

Como em todo local, ou quase todo, é possível achar uma boa alma, um amigo emprestou 900 pesos e um banco colaborou com o saque de 200 dolares, viagem salva até então.

Dias se passam e chega o dia de ir embora, com 32 dolares restantes em mãos, qual o problema?
Nenhum
Era apenas pegar um voo, se alimentar no voo e usar o dinheiro para comprar a bendita encomenda, certo?
ERRADO.
A queridíssima companhia área resolveu atrasar o voo…. Aaaah mas eles dão um lanchinho não é mesmo? SIM claro, uma empanada para te sustentar nas 6 horas de atraso.
Maaaas a força de vontade falou mais alto, o dinheiro restante seria da encomenda e você passaria fome por 6 horas, afinal de contas você prometeu, são só mais seis horas até ter algo para comer dentro do avião ( que venhamos e convenhamos isso e nada é praticamente a mesma coisa, but let’s keep going with it).
Você chega ao duty free, empolgadissimo, você vai conseguir cumprir sua promessa, vc passou fome por isso…..
Você pega o produto, corre pro caixa e a mocinha diz
– 33 dolares senhor
– OI?
– 33 dolares senhor
E ficou no ar a pergunta se alguma alma caridosa iria lhe emprestar 1 dolar…..

Voltou na loja, comprou meia dúzia de besteiras e gastou seus 32 dólares, a fim de tentar de alguma forma agradar sua irmãzinha mais nova, já que a encomenda dela não foi comprada por causa de um lindo dólarzinho .

Tentemos ignorar o momento fail aqui apresentado.

História por: Lucas Castilho

Advertisements