TAILANDIA

Gente FINALMENTE o tão esperado momento TAILÂNDIA….. eu to quase oferecendo uma pesquisa de mercado para o ministério do turimo tailandês, porque já esta até dando pra mensurar fácil fácil o fluxo de brasileiros viajando para a Tailandia, só pelas minhas queridas redes sócias hahahah

Vou começar colocando em um único local todas as infos que eu já tinha passado pelo insta e depois vou desenvolvendo as outras dúvidas que as pessoas foram me perguntando em particular, espero que vocês gostem e SINCERAMENTE espero que muitos de vocês tenham conseguido comprar aquela passagem MARAVILHOSAAA que saiu para Bangkok por menos de R$500,00.

img_4731

 

Dilema: qual mala levar ?

“Van da pra ir de mochilão?”

Super DÁ, só tem que ser acostumado a carregar a mochila nas cotas, porque vai rolar umas andadinhas com ela, mas nada assim de “Meu Deus vou andar quilômetros”.

“Van da pra ir de mala normal de carrinho?”

TAMBÉM DÁ, por sinal eu fui de mala normal e tive zero problemas, mesmo muitas vezes tendo utilizado como taxi os barquinhos mais conhecidos como longtail.

A única preocupação que você deve ter é com o peso, pois a maioria das companhias que voam internamente na Tailandia trabalham com 20kg  (ou seja, se passar disso vai rolar uma taxinha de excesso), eu não tive problemas mas confesso que em dados momentos estava carregando uma mochila de 10 kg nas costas, pois acabei comprando mais do que eu sonhava imaginar.

Dica em especial para as meninas agora, SIM VOCÊS VÃO COMPRAR, e acreditem quando eu digo isso, pois eu que sou zero de compras enquanto viajo acabei comprando consideravelmente.

Minha dica é leve apenas UMA canga e UMA pashmina, só pra você não chegar lá sem, porque você vai se deparar com tantaaaas opções delas, tão bonitas e TÃO baratas que você definitivamente não vai resistir.

Fora uma ou outra roupinha levinha que lá tem de monte, shortinhos, saias longas, calças enfim, não estou dizendo que você vai comprar tudo isso, mas cangas e pashminas é quase que inevitável.

img_5653

 

“Ta bom Van, já escolhi a mala e agora o que, que eu levo?”

Roupas leves isso é um fato, lá é bem bem beeem quente (nível até meus amigos da Manaus vão dizer que lá é realmente quente).

Se você for fazer diferentes partes do país ( o que você sinceramente DEVE fazer), como ir as ilhas, a Bangkok e as cidades no norte, como por exemplo Chiang Mai, você terá uma mala levemente variada.

Vou começar pelas praias e vou pular o básico sobre as ilhas, a final de contas roupa de praia é roupa de praia e lá a galera anda super confortável mesmo então pode ficar desfilando de saída de praia pra cima e pra baixo sem o menor problema.

LEVE CHAPÉU/BONÉ , juro que você vai sentir a necessidade ( e vai acabar usando nas outras cidades sem praia também, acreditem o sol é de rachar).

img_4887

Pra quem tem, recomendo levar aqueles sapatinhos de entrar na água, algumas das praias mais delicias de ficar dentro da água tem muitaaaa pedra, então estar com isso no pé te deixa mais confortável para aproveitar o lugar, outra coisa gostosa também são bóias, daquelas que você fique meio deitadinho sabe?! , como as praias lá não tem onda é delicia ficar morgando de bóia no meio do mar.

Pra quem tem nojinho recomendo levar o próprio snorkel, será extremamente útil ( também da pra comprar lá é claro, mas se você já tem o seu não vejo motivo para não levar).

DCIM276GOPRO

Gente levem bolsa ou mochila para ir para os passeios nas ilhas de preferencia a prova d’agua, porque vire e mexe da umas respingadas, NÃO levem aquelas bolsas de praia meio aberinhas, supeer perigoso das coisas caírem enquanto você está entrando e saindo do barco.

Sobre as nightzinhas que tem nas ilhas, qualquer roupa é roupa, zero necessidade de ir super arrumado, o negócio é chinelo no pé mesmo porque você vai acabar ficando descalço na areia… “Van mas você odeia chinelo” Sim, eu odeio e acabei usando tênis, mas eu sou eu né gente?! enchi meu tênis de areia e estava tudo certo, para pessoas normais recomendo a boa e velha amiga havaianas mesmo ;D

E claro não se esqueça: USE PROTETOR SOLAR ;D

img_5007

Continuando a saga do que levar….

Para as cidades que não são de praia, você vai continuar usando roupas leves, mas em especial as mulheres deem preferencia a saias longas e vestidos longos, pois vocês irão à muitos templos e os mesmos tem regras a serem seguidas em relação as vestimentas.

img_6735

Recomendo também algo confortável para andar, não acho que rasteirinha seja o melhor sapato pra ficar caminhando (chega uma hora que o pé não aguenta, pelo menos na minha opinião).

Sobre sair, o único lugar que me senti na necessidade de realmente me arrumar e colocar uma roupa melhorzinha foi em Bangkok, eu cheguei a levar um salto, mas assim, “Van é super necessário levar um salto?” Não, de maneira nenhuma, levei e usei só dois dias, mas poderia tranquilamente ter ido com uma sapatilha ( ou até mesmo um rasteirinha bonitinha, mas well aos que me conhecem sabem que rasteirinha não é opção pra mim então sempre vou sugerir a sapatilha na frente ;D).

img_7354

 

RESPEITE A CULTURA LOCAL

Gente, por favor lembrem que vocês estarão viajando para um local de uma cultura extremamente tradicional, respeitem isso.

DCIM276GOPRO

Se portem respeitosamente dentro dos templos, em especial para nós mulheres, não usem roupas curtas e decotadas nesses ambientes, em alguns deles você literalmente será impedida de entrar, mas em outros você poderá entrar no complexo em si e toda vez que for entrar dentro do templo realmente eles te darão algo para você se cobrir , mas mesmo assim gente é FEIO, muito feio você estar andando ali naquele local de fé, com vários monges andando para cima e para baixo e você de shortinhos jeans e regatinha, por favor queridos seguidores que estão pegando as dicas comigo não façam isso.

“Mas Van é muitooo quente”…. Sim gente é muito quente mas nada que um vestido longo, ou uma saiona com regatinha e uma pashmina por cima não resolvam, você não vai morrer por causa do calor, isso eu te garanto.

Outra coisa muito importante, eles são super contra tatuagens de Buda, eles consideram isso falta de respeito, então se você tem alguma ande com a mesma coberta especialmente dentro dos templos.

Seja educado, sempre terão pessoas rezando e/ou meditando dentro do templo então tire o som do celular e da maquina para tirar fotos.

É estritamente proibido que mulheres toquem nos monges, alguns lugares chegam até a dizer que nós mulheres não podemos dirigir a palavra a eles, sem que eles tenham feito o mesmo antes ( essa segunda informação não sei se é real ou não), mas a minha dica é pesquise sobre a cultura local antes de ir para não cometer nenhum tipo de comportamento controverso mesmo que sem querer.

img_6658

 

“Vaaan você passou fome ou comeu no Mc todos os dias ? “

A pergunta que TODO MUNDO me faz (começando pela minha mãe é claro).

Nem uma coisa, nem outra gente, podem parar com esse medo da comida de lá

“Ahhh Van então você amou a comida de lá?”

Caaalma lá, também não é pra tanto, MAS não passei mal nenhum dia e ainda voltei lindos 2,5 kg mais gordinha.

Gente tudo é uma questão de saber escolher onde come, eu comi apenas em restaurantes bons, o preço é super justo, então mesmo quem está indo com o orçamento mais apertado não precisa ficar se matando e comendo em qualquer budega de esquina arriscada, vai ser mais barato se você comer na budega de esquina ? Bom provavelmente sim, mas pode te custar uns dias de viagem se amando com o banheiro, então te garanto que a economia não vale a pena.

Pra quem gosta de Thai food o que não falta é opção boa de onde comer um bom Pad Thai, ou um arrozinho com um chickem apimentado, mas pra quem não gosta também não tem problema, você vai encontrar dezenas de restaurantes que além da comida tradicional do país também oferecem pratos tradicionais de peixe, frango e massas.

Obviamente eu me precavi e não comi salada ( para não falar que não comi em lugar nenhum, acabei comendo em um  restaurante em Chiang Mai que eu achei com cara de realmente confiável, e acertei estava uma delicia).

E gente escorpiões, grilos, gafanhotos, baratas, e o que mais for de esquisito para se comer, é algo que você vai encontrar especificamente na Kaoh Son Road em Bangkok ou nos mercados flutuantes, é bem pra turista brincar de experimentar e tirar foto, não é algo que vocês vão ver no menu de qualquer restaurante, então relaxa e não se joga nos MCs e Burguer Kings da vida ( que sim vocês vão encontrar consideravelmente  vários deles), curtam os restaurantes e a comida local, vale a pena.

img_7722

img_7743

 

Já que estamos falando de comida, segue a listinha de restaurantes que eu recomendo nas cidades onde eu estive, vale a pena experimentar todos eles ;D

Em Ao Nang:

La Luna – um italiano deliciiiia de maiiiis, tem uma lasanha maravilhosa e o queijo ralado que eles dão é descomunalmente bom, eles trazem em um copinho, já pede dois porque você vai usar tudo (você vai encontrar ele em algumas outras cidades também), pela descrição do primeiro restaurante já da pra entender onde ganhei meus queridos 2,5 kg né ?!

Wine Lover – esse é um pouco mais carinho, uma pegada meio chiquetosa para um local de praia, mas vale super a pena. Aperitivos, comida e vinhos maravilhosoooos, assim como um serviço impecável.

Phi Phi:

Ana’s  – maravilhoso, o dono é um inglês que só o sotaque dele já vale a ida ao restaurante, brincadeiras a parte a comida é ótima, lá você encontra tanto comida tailandesa quanto europeia.

Le Gran Blue – um ambiente super gracinha, comida bem gostosa, tem comida tailandesa e europeia também

La Mango – perfeito para um bom café da manhã ( pegada mais americanizada, omeletes e wafles muito bons)

 Chiang Mai :

(ambos pertinho do night bazar)

Tarrace Bar – comida boa, atendimento bom e cerveja gelada ( acreditem isso é um super diferencial)

The duke’s ( do lado do MC do night bazar), para resumir a delicia do lugar só digo que foi o único local que me arrisquei em comer uma salada e estava maravilhosaaaa

 Bangkok:

Pra rolar aquela passada em um dos cenários auge do filme Se Beber não case, vale a visita ao Lebua, que é um roof top com a vista maraaa, mas os preços são tão altos quanto a vista lá de cima, então recomendo uns drinks, umas fotos e depois descer e atravessar a rua para o Café Ice para continuar bebendo em um preço efetivamente pagável.

Au bon pain – um local delicinha pra tomar um lanchinho e um smoothie maravilhosoooo ( ainda mais quando você já está dias sem tomar um suco natural), ele fica a esquerda da saída do Grand Palace, é uma rede internacional então muitos de vocês talvez já conheçam da Europa ou dos Estados Unidos.

The Deck – exatamente em frente ao Wat Aron (só que do outro lado do Rio), a vista pro Wat Aron é linda, geralmente ele acende a noite, mas devido a morte do Rei ficará um ano sem ascender, mas mesmo assim vale a visita especialmente na hora do por do sol.

Importante se você chegar por volta das 18h (quando ele abre para a janta, super irá conseguir mesa e será avisado que tem que sair antes das 20h, se quiser ir depois das 20h ligue antes para fazer reserva), achei a comida muitooo boa.

Gente obviamente comi em vários outros lugares super gostosos, mas esses foram os highlights na minha opinião ;D

Espero que aproveitem.

img_7705
Vista do The Deck 

 

Maaas como nem tudo são flores, vou dar uma noticia meio ruizinha sobre a comida:  o CAFÉ DA MANHÃ.

Você vai perceber o valor que tem um bom pãozinho com presunto, queijo e um bom suco de laranja de manhã cedo, porque ta ai coisas que você raramente vai encontrar.

O mais normal que encontramos no café é pão com manteiga, de vez em quando um presunto ( que algumas vezes pela cara você considera a proveniência dele duvidosa), e ovo, muitoooo ovo, gente comi omelete todos os dias literalmente, que pra mim era a coisa mais normal que tinha ( e acreditem se quiser, antes de ir pra Tailandia eu NÃO comia ovo, é isso mesmo que vocês ouviram, e agora sou uma adepta do omelete).

O café da manhã de lá é bem ousado,  dependendo da capacidade do seu estomago você pode até se arriscar a dar um encarada em comer lasanha,  macarrão, arroz, vegetais, frango, nuggets, e algumas outras coisinhas a mais no café, SIM EU NÃO ESTOU BRINCANDO eles tem isso nos cafés dos hotéis e eles efetivamente COMEM isso, então  vá preparado psicologicamente, e uma dica não prove o suco de laranja, é ruim, tipo bem ruim de verdade hahahahaha

 

A pergunta que não quer calar:  “Quanto eu levo? “

Então vamos lá, eu sou do tipo que economiza até o último centavo ANTES de ir, melhores passagens, buscar os hotéis com o melhor custo beneficio, enfim, mas quando chega no lugar não sou muito de passar vontades, então não sei se serei o melhor padrão, levei 100 dolares por dia, e efetivamente gastei os 100 dolares por dia.

“Van mas você gastava todo dia 100 dolares?”  Não, tinha dias que gastava mais e dias que gastava menos.

“Van com que você tanto gastou ?”( além de cangas e pashminas é claro ?) comendo e bebendo, eu comia sem olhar para preço de nada literalmente e bebia em toda refeição, cerveja, vinho, vinho e cerveja, enfim, isso explica os 2,5kg a mais!!
Mas gente de verdade eu não sou parâmetro, as amigas que foram comigo gastavam bem menos que eu na maioria das refeições justamente porque não bebiam toda vez que a gente parava pra comer.

Os passeios no geral são bem baratos, nós eramos em 6 então fechávamos tudo privado, ou seja, só pra gente, os passeios das ilhas por exemplo gastávamos de 400 a 600 baths por cabeça ( o que seria de 40 a 60 reais), passeios de dia inteiro no barco, os tuctucs variam muito o preço de acordo com a cidade teve lugar que pagamos 30 baths por pessoa e lugar que pagamos 200 baths por pessoa, comida vou falar das minhas amigas e não de mim, variava de 200 a 400 baths em um almoço ou jantar normal ( os pratos mais caros geralmente são os com salmão e com carne, mas massas, coisas com frango e até mesmo camarão são mais baratos).

Algumas outras coisas que eu lembro de cabeça por exemplo são:

Aluguel de stand up em Railay bach – 400 baths

Passeio de mergulho em Railay Beach – 3500 baths

Carro particular para ir de chiang mai para o White temple e o Blue templo em Chiang Rai, saiu por  600 baths por cabeça

Grande parte dos templos você paga para entrar, mas tudo varia entre 20, 30 ou 50 baths por cabeça o passeio mais caro  de entrada é o Grand Palace em Bangkok que custa 500 baths para entrar.

Bom  foi só um over view dos valores para vocês terem uma ideia.

Eu ainda recomendo que levem uns 100 dolares por dia para ficar bem folgadinho, mas se for com uns 75 dolares diários faria uma viagem boa, sem muitas “folgas”.

img_5063-1

“Van é real que rola barganhar tudo e mais um pouco ?“

BOM vamos lá QUASE tudo…… nas compras não tem nem graça se você não barganhar, as vezes você até para e pensa, meu Deus estou barganhando por 5 reais, ou as vezes até menos, SIM está e mesmo assim você vai continuar fazendo, porque se não barganhar não tem graça.

Praticamente tudo o que você comprar nas barraquinhas você vai conseguir barganhar, chora que você consegue e se a pessoa estiver muito irredutível finge que vai embora, o efeito é infalível.

Minha sugestão é, se gostar muito de alguma coisa, simplesmente COMPRE na hora, na mesma cidade você até vai encontrar muita coisa igual então rola pesquisar um pouco e ver quem te faz o menor preço, mas quando você muda de cidade não necessariamente você vai encontrar a mesma coisa que tinha visto e pode acabar ficando chupando o dedo ( sim aconteceu isso comigo, eu ficava “vou deixar pra comprar em Bangkok, vou deixar pra comprar em chiang mai” e well algumas coisas que tinham nas ilhas eu não consegui achar igual nesses outros lugares).

Passeios da pra barganhar também, especialmente se você fechar direto com os barqueiros (o que eu super recomendo).

Comida, ta ai algo que não da pra barganhar, no restaurante é o preço que ta la e pronto, assim como na massagem, você até pode conseguir um descontinho ou outro na massagem, mas no geral é o preço que eles anunciam e pronto e gente é TÃÃÃO barato, especialmente comparando com os preços das massagens no Brasil que nem da pra barganhar.

 

Aos meus amigos que adoram uma bebericagem…

Gente eles tem algumas cervejas asiáticas MUITO boas, então EXPERIMENTEM

As que você mais vai ver são:

Singha

Tiger

Chang

A ordem a cima descrita é exatamente a ordem de delicia, Singha sem sombra de dúvidas é minha favorita.

Agora a bad news, apesar de ser um país extremamente quente eles tem sérios problemas em gelar a cerveja.

Geralmente você vai ter que pedir a cerveja e um balde de gelo ( que geralmente é cobrado a parte) para enfiar ela lá e esperar um pouquinho antes de começar a beber  a mesma coisa acontece com o vinho branco, nem sempre o mesmo vai estar geladinho,

Aprenda a lidar com a situação e comemora muito sempre que pegar uma cerveja que já estiver gelada.

Lá tem muito dos famosos buckets, você escolhe o que vai misturar dentro deles e toma-lhe álcool, pesadoooo e nada saboroso, mas aquela coisa né depois dos segundo daquele você já não ta sentindo mais nada ;D

img_5341

 

“Van e pra se comunicar ?”

Bom vocês vão ver de tudo, gente que vai te surpreender com o inglês , gente que não fala absolutamente nada e ai nesses casos rola a boa e velha mimica, gente que acredita veementemente que está se comunicando enquanto na verdade você não está entendendo absolutamente nada do que a pessoa está falando, mas uma coisa é real 100% da vezes eles se esforçam e MUITO para te entender, te ajudar e te agradar, então no final tudo da certo.

Você vai ter que levemente desaprender a falar inglês, por exemplo as pessoas não vão entender se você falar “sorry”, mas se você falar “soLLy” ai sim você estará falando o dialeto local ;D

Você vai descobrir que a frase mais falada no país é “same same but diferent”, acredite eles vão descrever qualquer coisa que estejam explicando, dessa forma.

Muitas vezes você vai falar, a pessoa vai sorrir balançar a cabecinha como se estivesse entendendo tudo, mas na verdade ela não está entendendo nada E por fim eles vão rir de você, quando você achar que está super se fazendo entender e na verdade não está, eles simplesmente riem de você.

Mas se você achava que nós brasileiros nos esforçamos para ajudar os gringos, você ainda não sabe o que é se esforçar de verdade, os Tailandeses de um jeito ou de outro vão dar um jeito de se comunicar com você, so NO WORRIES.

img_5938

 

“Van, agora me conta o que eu não posso deixar de fazer de jeito nenhum?”

MASSAGEM, massagem todo santo dia….. gente sério é MUITOOOOO barato, e MUITOOOO maravilhoso, tem que fazer, todo dia, tipos diferentes e relaxar muitooooooo !
Fora isso claro que tem que provar umas coisas estranhas tipo meus queridos escorpiões, grilos e afins.

Fazer “massagem” de pés com os peixinhos.

Visitar muitos templos, não eles não são todos iguais e cada um vai chamar sua atenção em um aspecto diferente, ajoelhe e reze, pare e admire, analise o comportamento dos tailandeses perante a sua fé, é lindo, é indescritível e a energia é efetivamente palpável.

Ande de tuctuc, experimente a cozinha local, passeie muitoooo de barco, faça snorkel, mergulho e qualquer outro esporte radical que aparecer na sua frente.
DCIM276GOPROimg_7112DCIM276GOPROimg_6289img_7763

Agora um passeio especifico que se você for para PhiPhi você TEM QUE FAZER é o Sleep a Board Maya Bay, é um leve perrenguinho, você dorme uma noite em um barco sem muita estrutura com mais umas 30 pessoas, mas gente é INCRIVEL. Primeiramente saindo de PhiPhi eles dão uma paradinha em uma ilha para mergulhar ou andar de kyake o que você preferir (ou os dois também) e você chega a Maya Bay no final da tarde, ainda pega luz do dia e a ilha já beeem vazia em poucos minutos só terá você e o pessoal do seu barco, pois os outros tours que vão só para passar o dia já estão indo embora. Depois de um tempinho por lá a tripulação do barco monta um jantarzinho com fogueira e acreditem a comida é uma deliciaaaa, todo mundo senta no chão em volta da fogueira, come, canta, brinca, começa a beber (eles tem buckets e cerveja por lá o primeiro bucket é incluso, depois você paga se quiser continuar bebendo) e todo mundo se integra naquele pedaço de paraíso só de vocês naquele momento é uma energia sem fim.

Ninguém pode dormir na ilha então em dado momento voltamos para o barco, que navega mais um pouco até o ponto onde nós de madrugada mergulhamos para ver os plânctons, essa é a parte mais mágica e mais inexplicável do passeio, a frase de um das pessoas que estava com a gente foi a que chegou mais perto de descrever aquele momento tão único “é como se eu estivesse nadando no universo”, gente não da para descrever, não da para explicar e não da para tirar foto, precisa ir, viver, sentir e ver esse momento por você mesmo.

Valeu cada segundo, valeu ficar sem tomar banho, dormir em um colchãozinho no chão do barco, valeu fazer BBB na hora de se trocar, valeu absolutamente TUDO, mega recomendo.

img_5299img_5160img_5312

Na minha opinião o que NÃO fazer?

Gente, eu sou super contra turismo com animais eu acho que animais foram feitos para ficar em seus habitats naturais e se a gente quiser ver eles, a gente que se enfie no meio da natureza, respeitando o local deles e os obserando de longe então eu definitivamente não fui em nada que envolvia animais.

Principalmente os locais de elefantes são conhecidos pelos maus tratos com os bichinhos, tenho um amigo em particular que foi e se arrependeu profundamente, pois disse que era nítido o quanto os bichos eram maltratados.

As meninas que estavam comigo foram em um que aparentemente é o único realmente SÉRIO, que faz um trabalho de reabilitação de animais feridos, esse local se chama Elephant Nature Park, elas que foram falaram que o trabalho deles é realmente impressionante, mas como é um local sério que cuida bem dos bichos não esperem ir lá para brincar de felicia e sair esmagando o bichinho, porque isso não vai acontecer.

Você vai passar por um momento de integração e ambientação de entender o trabalho que é feito ali e vai poder ajudar dando banho no animal, nada de subir no bichinho.

Gente de qualquer maneira eu continuo sendo contra e não indico esse tipo de passeio, mas como elas foram e voltaram falando realmente bem do local e o do trabalho que é feito lá estou passando a dica para vocês se tiverem muito interesse no assunto.

Lembrando que eles são bem cheios então vale reservar com bastante antecedência.

 

Curiosidades MUITO interessantes da Tailândia:

UM, se prepare para virar atração turística, SIM exatamente isso que você acabou de ler, não sei o que eles vem na gente, mas além de rirem da nossa cara com uma certa frequência eles ainda pedem para tirar foto, muitaaaas vezes, é extremamente interessante. A primeira vez fiquei meio sem entender e achei muito engraçado, mas depois virou tão corriqueiro que já era normal, se você quer saber como um hollywoodiano se sente, vá a Tailândia e sinta por si mesmo.

DOIS, se você pensar em esporte tailandês qual a primeira coisa que vem na sua cabeça? Muai Thai certo ? E ai o que você supõe? Que será extremamente fácil achar roupas de Muai Thai, certo ? ERRADO.

É claro que você vai encontrar muitaaaas roupinhas falsificadas nas barraquinhas da vida, mas roupa de verdade, de marca, boa pra galera que luta é MUITOOOO difícil de achar, em Bangkok em meio a cidade grande era muito mais fácil achar roupas e equipamentos de Golf do que de Muai Thai, juro que fiquei chocada com isso e precisava compartilhar com vocês.

Como no caso tínhamos um encomenda em relação a isso descobrimos uma lojinha que é um achadooo, chama Bull Sports o cara exporta pro mundo todo ( então se estiver querendo muito e sua viagem for demorar ainda, entra em contato com ele anyways), ele fala inglês super bem, é uma simpatiaaaa de pessoa e tem tudo o que você precisa.

O lugar não é dos mais fáceis de encontrar, pelo menos não foi pra gente porque não tínhamos o endereço certinho, mas como sou uma amiga MUITO legal já estou deixando aqui todos os contatos do cara para ficar mais fácil de vocês acharem, da pra ir para a loja dele de metro (vai dar uma andadinha do metro até lá, mas nada de mais).

bull-sportsfullsizerender-3

 

Gente esse post é o overview do overview, tentei dar o máximo de dicas úteis da forma mais resumida possível.

Vou fazer um post especial e separado para o festival das lanternas porque ele foi especial DE MAIIIIIS para não ter um post só para ele.

E como é só em novembro tenho tempo suficiente para falar dele para vocês né ?!

Hahaha

Eu espero que as dicas sejam realmente úteis para vocês, aproveitem muitooo essa viagem que é literalmente um sonho, é mergulhar em uma cultura completamente diferente é viajar praticamente para outro mundo, deem valor a cada nova lição aprendida e carreguem com vocês para o resto da vida a energia maravilhosa com a qual aquele lugar acaricia todos que vão visitar ele.

Beijos imensos e cheios de energias tailandesas para vocês !!

img_7595

Advertisements